Gabriel Jesus podia ter ido para vários clubes europeus depois de brilhar no Palmeiras, mas optou pelo Manchester City. A escolha não era fácil, mas Pep Guardiola tratou de o convencer que o City era a melhor opção.

"Muitos clubes queriam-me, mas [Pep] Guardiola chamou-me e disse que me iria converter numa peça importante do projeto no City. Obviamente, isso fez-me sentir desejado e pesou muito na escolha do Manchester City como destino. Quando aterrei em Manchester, fui diretamente à City Football Academy, nem sequer passei pelo hotel. Eram 18 horas e Guardiola estava lá. O treino foi de manhã, mas Guardiola estava ali à minha espera. Nesse momento dei conta de que era um treinador de outra categoria", contou o brasileiro, em revelou em entrevista à revista ´Four Four Two`.

Desde que chegou a Manchester, em janeiro de 2017, que o jovem atacante brasileiro vem deixando a sua marca. Esta época leva oito golos em 15 jogos (dois na Champions e seis na Liga Inglesa) depois de ter apontado sete golos nos dez jogos que fez em meia época em 2016/2017. Números que impressionam para um jovem de apenas 20 anos. Mas Gabriel Jesus não quer ficar por aqui.

"Necessito de trabalhar forte e melhor muito, e é isso que o farei. Espero que no futuro possa estar entre os melhores jogadores do mundo, mas há um longo caminho por percorrer", afirmou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.