William Gallas não guarda boas recordações de André Villas-Boas no Tottenham. Quando o português treinou os 'spurs' coincidiu com o central francês na equipa mas nunca deu a Gallas os minutos que queria. O central acusa o técnico português de "falta de franqueza".

"Lesionei-me e fui para França recuperar. Quando voltei, senti que algo tinha mudado. Nos treinos, ele falava com os ingleses todos, mas nunca comigo. Um dia, perguntou-me se podíamos falar. Perguntou-me como me sentia e eu disse que estava bem. Depois avisei-o para ser franco comigo. 'Mister, tenho 34 anos, se não precisar de mim, diga, há clubes interessados. Não há problema', disse eu, então, ao que ele respondeu 'não precisas de te preocupar'. Não teve tomates para me mandar embora", explicou Gallas, em entrevista ao canal SFR Sport.

Gallas haveria de sair do Tottenham e terminar a carreira nos australianos do Perth Glory. O defesa francês jogou ainda nos franceses do Caen e do Marselha e nos ingleses do Chelsea e do Arsenal.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.