Josep Guardiola falou uma vez mais do excesso de jogos em tão curto espaço de tempo que os clubes estão a ser obrigados a jogar nestas últimas semanas, apontando o dedo ao calendário e lembrando as consequências que tal pode ter nos futebolistas.

"É demais! Com o estado mental em que estão, alguns jogadores não conseguem aguentar. Não é difícil entendê-lo. Houve uma paragem na época passada, voltámos e depois só tivemos duas semanas de férias. Eu tento exigir o máximo aos meus jogadores, mas há limites para os seres humanos", sublinhou o técnico espanhol do Manchester City depois de ver a sua equipa somar mais um jogo sem vencer - o terceiro em cinco jornadas - na Premier League, desta feita ao empatar com o West Ham.

"Para quem só está numa competição, está bem, não há problema. Mas jogar a cada três dias, depois os jogadores vão para as seleções jogar três jogos e não dois como antes, depois voltam e jogam na Liga, na Liga dos Campeões, Liga, Liga dos Campeões, Liga, Taça da Liga...", lamentou Guardiola, lembrando que não tem assim tempo para preparar a equipa o suficiente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.