O Manchester City não foi além do 5º lugar na última edição da Liga inglesa e mesmo assim conseguiu apresentar um resultado negativo em 140 milhões de euros.

Os 'citizens' revelaram hoje o prejuízo astronómico, consequência da liderança do sheik Mansour, de Abu Dhabi, que já investiu mais de 300 milhões de euros em transferências.

Só o Chelsea, em 2004/05, apresentou um prejuízo mais elevado, com 141 milhões de euros. 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.