"Estou infeliz actualmente e preciso de voltar a ser desejado. Sei que envelheci mas ainda posso contribuir muito", afirmou o jogador, de 32 anos, em entrevista publicada hoje no diário "Daily Mail".

Com 77 jogos pela selecção do seu país, ao serviço da qual marcou 32 golos, o avançado foi para o Blackburn proveniente do FC Porto no Verão de 2006 e marcou 52 golos em 136 jogos disputados como jogador do clube britânico.

Depois de ter sido substituído segunda-feira sob os assobios do público no jogo em que o Blackburn empatou 2-2 com o Sunderland, McCarthy foi o único jogador a ser convocado para as 7:00 horas da manhã de terça-feira pelo treinador Sam Allardyce para uma sessão de treinos físicos.

"Aí, foi-se demasiado longe. É melhor para toda a gente que eu deixe o clube. Tenho realmente a impressão de estar a ser tratado de uma forma má. Não fui o pior contra o Sunderland e, no entanto, fui o único a ser convocado para as sete horas da manhã. Reconheço ter problemas de peso mas dou sempre 100 por cento no terreno e, apesar disso, sou mais punido do que os outros", afirmou o jogador ao "Daily Mail".

Com o Campeonato do Mundo em 2010 na África do Sul, McCarthy precisa de jogar para poder cumprir o desejo de integrar a selecção anfitriã.

"É um ano muito importante para mim. Ser sul-africano e poder disputar um Campeonato do Mundo no meu país. Preciso de jogar para realizar esse sonho e espero que o Blackburn me deixe partir. Gostaria de ficar em Inglaterra", observou o jogador.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.