A rivalidade entre José Mourinho e Arsène Wenger é uma das mais vincadas na Premier League, mas há algo que "une" os dois técnicos, segundo Petr Cech.

"Eles são diferentes, mas há uma coisa que têm em comum: não gostam de perder", disse o guardião checo, que foi treinado por Mourinho no Chelsea e é agora orientado por Wenger no Arsenal.

"Acho que é a força motriz por trás do sucesso que ambos tiveram, porque não consegues durar assim tanto tempo se não tiveres o compromisso e a fome e fizeres tudo para evitar a derrota", salientou ainda.

Cech falava à margem da sua entrada no Livro de Recordes do Guiness, depois de se ter tornado no guarda-redes que durante mais encontros manteve a baliza inviolada na história da Liga inglesa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.