Graeme Souness está a ser fortemente criticado, após ter dito que o futebol é um jogo de homens. Durante o dérbi londrino entre o Chelsea e o Tottenham no passado domingo, para a 2.ª ronda da Premier League, o técnico escocês não mediu as palavras na análise ao jogo para a 'Sky Sports'.

"O futebol é novamente um desporto de homens. Temos o nosso futebol de volta, o futebol de que gosto: homens a jogar, golpe atrás de golpe e o árbitro a deixá-los continuar", disse o escocês de 69 anos, ele que já treinou o Benfica.

Logo de seguida, o apresentador, Dave Jones lembrou-lhe que o futebol "também é um jogo de mulheres".

As palavras do técnico foram muito criticadas em Inglaterra, país que venceu recentemente o Europeu de futebol feminino pela primeira vez. Beth England, avançada do Chelsea que ajudou as 'leoas' a vencerem o Euro2022, e ainda Eniola Aluko, antiga internacional inglesa, foram as primeiras a reagir: "É inaceitável!", criticou England.

"O futebol é futebol. Jogador por homens, mulheres, rapazes e raparigas, Muito simples", escreveu Eniola Aluko no Twitter.

Perante as críticas, Graeme Souness recusou-se a pedir desculpas, embora tenha corrigido a frase.

"Não tive cuidado no que disse, só quis dizer que temos o nosso jogo de volta. Sei que hoje em dia temos de prestar atenção ao que dizemos e eu não estive bem nesse aspeto, mas estamos a parecer outras ligas. Os meus comentários apenas diziam que tínhamos recuperado o nosso jogo. É o tipo de futebol que lembro de ter jogado", disse à rádio Talksport.

Mais tarde, em comunicado corrigiu e disse que "o futebol é para o entretenimento de todos".

O antigo jogador do Liverpool ficou conhecido pelo seu estilo viril nos anos 1970 e 1980.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.