Os ingleses do Arsenal anunciaram esta manhã a saída de Unai Emery do comando técnico da equipa, um dia depois da derrota frente ao Eintracht Frankfurt na Liga Europa.

Através de um comunicado divulgado no site oficial do clube, os 'gunners' explicam que o despedimento de Unai Emery está ligado ao facto de "os resultados e exibições da equipa não estarem ao nível exigido".

"Nossos sinceros agradecimentos a Unai e aos seus colegas, que foram incansáveis na tentativa de fazer com que o clube voltasse a competir ao nível que todos esperamos e exigimos. Desejamos a Unai e à sua equipa nada além de sucesso futuro", pode ler-se também.

Unai Emery chegou ao Arsenal em maio de 2018 para substituir no comando da equipa da liga inglesa de futebol o francês Arsène Wenger, que esteve 22 anos nos ‘gunners'. Antes do Arsenal, o treinador espanhol esteve dois anos à frente do Paris Saint-Germain. Ainda antes disso, levou Sevilha à conquista de três Ligas Europa consecutivas.

O Arsenal esclareceu ainda que Freddie Ljungberg, antigo jogador e atual treinador da equipa sub-21 dos 'gunners', vai assumir o comando da equipa inglesa interinamente, até à chegada de um novo técnico.

Recorde-se que Nuno Espírito Santo, treinador português do Wolverhampton, tem sido apontado nos últimos dias como o principal candidato ao lugar.

Salientar que Raul Sanllehi, diretor do futebol do Arsenal, tem uma excelente relação com Jorge Mendes, e é conhecida a grande amizade entre o empresário português e o treinador português.

Mauricio Pochettino, que recentemente foi substituído por José Mourinho no comando técnico do Tottenham, também está na calha, mas Nuno Espírito Santo é o favorito.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.