O técnico francês Arsène Wenger foi expulso por ter pontapeado uma garrafa de água, depois de o árbitro Mike Dean ter invalidado um golo da equipa londrina no jogo de Old Trafford, Manchester.

Depois de alguma confusão, o treinador francês acabou por ver o encontro, que o Arsenal perdeu por 2-1, sentado na bancada, junto aos adeptos.

A decisão mereceu críticas de Richard Bevan, da Associação de Treinadores, que apresentou um protesto: “Apesar de a decisão ser correcta face à lei, foi desproporcionada”, disse, criticando também “o disparate que se seguiu sobre o local onde Wenger se deveria sentar”.

Bevan garantiu hoje ter falado com Keith Hackett, que entendeu que “a decisão foi um disparate” e vai “apresentar um pedido de desculpas a Wenger”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.