Num "ranking" que tem vindo a ser revelado em contagem decrescente, e quando falta apenas revelar quinta-feira o eleito número 1 dos "red devils", Cristiano Ronaldo apareceu hoje na segunda posição.

Ronaldo, presentemente ao serviço do Real Madrid, após concretizar a transferência mais cara da história, com valores a rondar os 94 milhões de euros, surge à frente de Wayne Rooney (3.º), Paul Scholes (4.º) e Roy Keane (5.º).

O texto de apresentação refere que Cristiano Ronaldo foi contratado ao Sporting como "uma jovem promessa de 17 anos" e que nos seis anos em que esteve em Old Trafford se tornou "o melhor jogador do mundo".

"Em habilidade e capacidade de entretenimento, Cristiano Ronaldo supera todos os outros jogadores que vestiram a camisola do Manchester United desde o virar do milénio", refere ainda o texto.

Na nota publicada no sítio oficial do Manchester é ainda referida a sua velocidade, coragem frente aos defesas e os variados truques para marcar golos, nomeadamente os 68 apontados nas duas ultimas épocas.

"Desde Eric Cantona ou George Best nenhum jogador entusiasmou tanto os adeptos. O seu impacto nos jogos foi fenomenal. Podia jogar mal e, mesmo assim, marcar
dois golos", refere ainda o artigo.

Face aos nomes já divulgados, e seguindo a lógica dos ausentes mais queridos do clube, o mais forte candidato a melhor jogador da década é o histórico galês Ryan Giggs, que fez toda a sua carreira no Manchester United, do qual é o jogador mais antigo e o que mairo número de jogos realizou em toda a história dos "red devils".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.