Rúben Amorim está a ser apontado em Inglaterra como um dos principais nomes para suceder a Bruno Lage no comando técnico do Wolverhampton. O técnico português foi despedido este domingo, após a derrota diante do West Ham no sábado, que atirou os Wolves para a zona de despromoção.

Confirmado o despedimento, rapidamente começaram a circular nomes ao banco no Molineux, com Rúben Amorim a encabeçar a lista, de acordo com o jornal 'The Sun'.

Pedro Martins, que até há pouco tempo treinava o Olympiacos também está a ser apontado ao Wolves, tal como Julen Lopetegui, antigo treinador do FC Porto e atualmente técnico do Sevilha (mas na corda bamba devido aos maus resultados).

O italiano Gennaro Gattuso, treinador do Valência, também aparece na lista do 'The Sun' como nome provável para o banco do Wolves.

Sérgio Conceição (FC Porto), André Villas-Boas (livre após deixar o Marselha) e Leonardo Jardim (Al Ahli) são outros nomes apontados como possíveis treinadores do Wolverhampton.

Bruno Lage foi hoje demitido do comando técnico do Wolverhampton, devido aos maus resultados, depois de ter chegado do clube em junho de 2021, anunciou o 18.º classificado da Liga inglesa de futebol.

Com apenas seis pontos, fruto de uma vitória, três empates e quatro derrotas, em oito rondas da atual edição Premier League, Bruno Lage acabou por não resistir, com a derrota em Londres, na casa do West Ham (2-0), no sábado, a revelar-se a ‘gota de água’ para os responsáveis do emblema dos arredores de Birmingham.

O antigo treinador do Benfica, de 46 anos, chegou ao Wolverhampton em 08 de junho de 2021, na altura para suceder ao compatriota Nuno Espírito Santo

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.