Foi uma noite histórica em Arouca. O jogo da 21.ª jornada entre FC Porto e Arouca teve emoção do início ao fim e acabou com a formação da casa a levar a vitória frente aos dragões, por 3-2.

A equipa de Daniel Sousa conseguiu assim, pela primeira vez na história, somar quatro vitórias consecutivas na Liga e, vencer o FC Porto no Estádio Municipal de Arouca. Por sua vez, o FC Porto não conseguiu aproveitar o deslize do Benfica em Guimarães, e, continua a sete pontos dos encarnados e do Sporting.

Veja as melhores imagens do encontro:

O Jogo:

Num verdadeiro início de loucos, o Arouca colocou-se à frente do marcador passados... 36 segundos. Primeiro lance de ataque da partida e Rafa Mujica colocou as bancadas do Estádio Municipal de Arouca ao rubro. De cabeça, o melhor marcador da equipa, colocou os comandados de Daniel Sousa à frente da partida.

Mas o início infernal não foi sol de pouca dura, já que aos sete minutos do encontro, o FC Porto não se mostrou afetado pelo golo dos lobos e, após grande penalidade de Bambu sobre Evanilson, o avançado brasileiro não perdoou e restabeleceu a igualdade no marcador.

O FC Porto tentava condicionar a saída do Arouca, mas, a equipa da casa conseguia subir no terreno e através das transições ofensivas conseguia criar perigo à baliza de Diogo Costa. Há passagem da meia hora de jogo, Nuno Almeida voltou a apontar para a marca dos onze metros. Mão na bola de Pepe e, Cristo González voltou a colocar o emblema arouquense na frente do encontro, ao apontar o nono golo da conta pessoal na Primeira Liga.

A segunda parte vinha a ser marcada por oportunidades de parte a parte e com os guarda-redes em grande forma. Mas, o Arouca conseguia levar a melhor nos contra-ataques que deixavam a defensiva do FC Porto em grandes dificuldades, o que voltou a acontecer aos 61 minutos. Como não há duas sem três, foi mais um espanhol a deixar os dragões em dificuldades ainda maiores, Jason puxa para dentro e com um belo remate em arco faz o terceiro golo da equipa da casa que sentenciou o encontro.

Antes do apito final, o FC Porto ainda conseguiu reduzir a desvantagem no marcador, na sequência de um lançamento, Francisco Conceição acabou encostar para o 3-2 final. Mas, ainda houve tempo para Fábio Cardoso acabar expulso, já durante os oito minutos de tempo adicional, por acumulação de amarelos, após uma falta sobre Trezza.

O dragão acabou por cair com estrondo em Arouca, no meio de forte contestação dos adeptos, e vê os rivais diretos a sete pontos de distância, com o Sporting com um jogo de atraso.

Por sua vez, o Arouca continua o melhor momento da época, ao fazer história, são quatro vitórias consecutivas, algo nunca antes feito pelo emblema arouquense na Liga Bwin e, também, foi a primeira vez que conseguiram vencer em casa a equipa portista. Os comandados seguem agora na sétima posição, com 28 pontos.

Momento-chave:

O golo de Jason acaba por sentenciar a partida, à passagem do minuto 60'. O golo do avançado espanhol acaba por fazer o 3-1 no encontro numa fase fulcral da partida, em que o FC Porto tentava chegar ao empate.

O Melhor:

O trio atacante espanhol criou bastantes dificuldades ao eixo defensivo portista e, foi deles que nasceram os três golos da equipa da casa no encontro. O trabalho de Rafa Mújica, Jason e Cristo colocaram o Arouca numa posição favorável frente a uma equipa sempre difícil e que é um dos candidatos ao título de campeão nacional. Numa perspetiva individual, Jason foi o jogador que deu mais provas durante o encontro, para além do golo que acabou por sentenciar a partida.

Deixar uma palavra também a Daniel Sousa, apesar de neste jogo não ter estado no banco, é inegável o trabalho do treinador no comando técnico. Desde que chegou a Arouca soma sete vitórias, um empate e duas derrotas, levando em dez jornadas a formação arouquense do 18.º ao 7.º lugar da Liga.

Em noite 'não':

O eixo defensivo do FC Porto concedeu muito espaço à frente de ataque do Arouca, e permitiu que nos contra-ataques conseguissem criar perigo à baliza defendida por Diogo Costa.

Veja o resumo do encontro:

Reações:

Sérgio Conceição crítico diz que o "treinador não percebe nada disto". Pepe vê o título de campeão "muito complicado"

Francisco Matos: "É um motivo de grande orgulho para todos nós"; David Simão elogiou a sintonia da equipa

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.