O FC Porto não desiludiu na estreia do campeonato, muito pelo contrário, brilhou perante os 48 mil seguidores que foram até ao Estádio do Dragão apoiar a equipa, principalmente aqueles que não podem ver a equipa azul e branca fora do mês de agosto.

Sérgio Conceição também estreou-se como treinador portista em jogos oficiais e apresentou o onze que foi treinando na pré-época. A inclusão de Tiquinho Soares foi a principal novidade, depois de algumas dúvidas em relação à condição física do avançado brasileiro. Contudo, uma lesão durante a primeira parte impediu que o goleador continuasse em campo.

Marega, que entrou para o lugar do lesionado Soares, foi a grande figura da partida contra o Estoril ao bisar aos 35 e 62 minutos, com os outros golos a serem apontados pelo argelino Yacine Brahimi (54) e pelo espanhol Iván Marcano (70), este num lance que foi primeiramente invalidado pelo assistente de Hugo Miguel, mas validado posteriormente pelo recurso ao vídeo-árbitro.

Um excelente pontapé de saída da equipa portista no campeonato que agora começa, dando garantias de muita intensidade nas próximas partidas. Marega e Óliver em excelente plano.

Pinto da Costa regressou ao Dragão

O presidente do FC Porto assistiu ao jogo entre FC Porto e Estoril, depois de ter recebido alta hospitalar. Recorde-se que Pinto da Costa está a recuperar da fratura de três costelas devido a uma queda no final de julho.

"Nunca gostei de falar de mim, mas nesta ocasião não posso deixar de agradecer as muitas mensagens que recebi de tantos e tantos portistas. O pior já passou e estou a retomar a vida normal. Quem já teve a infelicidade de fraturar costelas, sabe bem o desconforto que esta situação causa, mas estou determinado a trabalhar e a manter o FC Porto entre os grandes clubes da Europa, lugar que conquistou com muito esforço e grandes resultados", referiu Pinto da Costa no editorial da edição de agosto da revista Dragões.

Um início atribulado para Soares

O avançado do FC Porto Soares vai ser reavaliado esta quinta-feira, após se ter ressentido de uma mialgia na coxa direita. O jogador dos ‘dragões' teve de ser substituído aos 32 minutos de jogo, dando lugar a Marega, que acabou por ser o autor de dois dos quatro golos do FC Porto frente aos ‘canarinhos’ (4-0).

Sérgio Conceição referiu em conferência de imprensa não saber ainda qual a gravidade da lesão de Soares, admitindo que vai esperar pelos exames que o jogador vai realizar durante o dia de hoje.

Óliver, o novo comandante, e Marega, a melhor solução do banco

A equipa de Sérgio Conceição entrou muito forte na partida, com muita intensidade, com e sem bola, e o Estoril foi-se aguentando como podia.

Óliver continua a ser uma mais-valia para a equipa, ele cria e pensa todo o futebol ofensivo dos Dragõe. O espanhol tem ainda a capacidade de fazer passes inteligentes e inesperados. O médio do FC Porto fez duas assistências para os golos de Marcano e Marega.

Marega saiu do banco para brilhar, tendo agarrado a oportunidade dada por Sérgio Conceição. Bastaram três minutos em campo para marcar e foi crescendo com o decorrer dos minutos. O treinador do FC Porto tem uma excelente solução no banco.

FC Porto teve o primeiro golo válido por videoárbitro e dois anulados pela equipa de arbitragem

Aos 16 minutos de jogo, Aboubakar colocou a bola na baliza, finalizado com o calcanhar, mas o árbitro anulou o lance ao avançado do FC Porto por posição irregular. Hugo Miguel voltou a anular outro golo aos Dragões, desta vez a Corona aos 38’, e novamente por fora de jogo. Todos eles bem ajuizados.

Ficam as dúvidas num lance sobre Brahimi, mas parece não haver grande penalidade.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.