O Sporting voltou dos Açores com os três pontos na 'bagagem' e o segundo lugar da I Liga, mesmo com um jogo a menos. Um relvado difícil, viu-se um leão de duas caras: a da primeira parte merecia mais, a da segunda foi salva por Pedro Gonçalves, o homem-golo da noite, a aproveitar um erro do guarda-redes contrário. A equipa de Amorim não fez uma exibição de encher o olho mas quando não se pode jogar bem, ao menos que se consiga os três pontos.

Veja as melhores imagens do jogo

Pote 'escavou' até encontrar ouro nos Açores

Pedro 'Pote' Gonçalves. O Pote aqui foi-lhe dado pela avó, em pequeno, por ser rechonchudo e gostar muito de doces. E parece também gostar de golos. É destro mas bisou em dois remates com o pé esquerdo, feitos no lado onde gosta menos de atuar: no esquerdo. Foi contratado pelo Sporting para jogar no meio-campo mas rapidamente Rúben Amorim descobriu talentos para atuar um pouco mais a frente.

Se em pequeno a apetência deste pequeno médio de 1,73 eram os doces, agora em grande e jogador de futebol com grande talento e projeção, Pote parece preferir os golos. No ano passado marcou sete em 40 jogos na I Liga pelo Famalicão, nesta já leva dois em apenas quatro encontros.

Mas a apetência de Pote pelos golos foi feita à base dos erros do Santa Clara. Incapaz de sair a jogar na primeira parte, muito graças aos vários passes falhados e a falta de capacidade para ligar com os dois avançados, o 3-5-2 ou 5-3-2 de Daniel Ramos sofreu e muito nos primeiros 45 minutos.

Quando Pedro 'Pote' Gonçalves' aproveitou a excelente abertura de Jovane para abrir o ativo aos 20 minutos, já Nuno Santos tinha ameaçado e o Sporting tinha chegado a área contrária com alguma facilidade. O Santa Clara só melhorou quando Daniel Ramos fixou a linha de cinco atrás, puxou Carlos Júnior para a direita e colocou a equipa num 5-4-1. Estacou o jogo do Sporting, embora continuasse com as mesmas dificuldades em sair para o ataque.

Num jogo decidido pelos erros individuais, aproveitou bem Thiago Santana um passe errado de Coates para se isolar e empatar aos 42, no único remate enquadrado feito pelos açorianos no primeiro tempo, o segundo nos primeiros 45 minutos.

O relvado irregular dificultava a circulação da bola, os tecnicistas tinham dificuldades em impor o seu futebol, os pitões não agarravam bem e as quedas eram mais que muitas. Sucediam-se perdas de bola de parte a parte, o futebol era jogado longe das balizas.

Amorim queria os três pontos e lançou mais unidades de ataque, Daniel Ramos não se importava com o pontinho e refrescou a zona central e também a defesa.

Numa noite de muitos erros individuais, Pedro 'Pote' Gonçalves aproveitou mais uma do guarda-redes Marco para dar a vitória ao Sporting, quando já se 'cheirava' o empate. Principalmente depois de dois falhanços incríveis de Sporar.

Vitória suada, três pontos na bagagem da viagem até aos Açores e segundo lugar garantido, mesmo com um jogo a menos. O Sporting não brilhou mas fez o essencial para ficar com os três pontos.

Momento do jogo: Marco perdido na ilha, Pote agradeceu

Aos 81 minutos, um passe longo para a área do Santa Clara parecia controlado por João Afonso mas o guarda-redes Marco saiu da baliza, abalroou o colega de equipa e deixou a bola nos pés de Pote, que agradeceu e atirou para o 2-1.

Os Melhores: Um Pote de golos e um 'comilão'

Pelos dois golos marcados mas também pela raça e entrega, Pedro Gonçalves merece o destaque principal. Apareceu nas alas, no meio, na frente e deu sempre dinamismo à equipa, sempre com a baliza na mente.
Thiago Santana fez o golo do Santa Clara, num tento pleno de oportunidade. Foi o seu 5.º golo esta época na Liga, ele que marcou todos os tentos do Santa Clara na prova até agora. Além disso, tornou-se no melhor marcador dos açorianos na I Liga, com 13 golos.

Os Piores: Marco e Coates devem querer esquecer logo este jogo

Depois de boas exibições neste arranque da I Liga, Marco 'borrou' a pintura e logo num jogo de grande visibilidade. No primeiro golo do Sporting, permitiu que a bola rematada por Pedro Gonçalves passasse entre si e o poste, ou seja, no lado do guarda-redes, numa jogada onde o jovem leão tinha pouco ângulo. Depois, aos 82, saiu da baliza sem necessidade, abalroou João Afonso e permitiu que Pedro Gonçalves marcasse com facilidade. Uma noite para esquecer
Quem também não teve uma tarde/noite boa foi Coates. Muitos erros, algumas faltas fora de tempo e um passe errado na saída do Sporting que deu empate. Outro destaque pela negativa foi Sporar: teve duas boas oportunidades de golo mas desperdiçou todas. É preciso mais concentração.

Reações: Daniel Ramos atira-se a arbitragem, Emanuel Ferro queixou-se do relvado

Emanuel Ferro queixa-se do relvado e explica Sporting de ‘duas caras’

Pedro Gonçalves: “Espero continuar a contribuir para a equipa e foram mais três pontos para a nossa caminhada”

Daniel Ramos: “Às vezes parece que estou a jogar um campeonato diferente de domingo para domingo”

Thiago Santana: “Mostramos que somos uma família, independentemente da derrota”

Veja o resumo do jogo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.