O Atlético de Madrid recorreu hoje da sanção da FIFA que proíbe a equipa de inscrever novos jogadores durante um ano, por violação das regras relativas à contratação de futebolistas menores de 18 anos.

“O Atlético de Madrid apresentou hoje recurso da resolução da Comissão Disciplinar da FIFA”, anunciou o clube madrileno em comunicado publicado na sua página oficial na internet, no qual especifica que no apelo ao Comité de Recurso expressa o seu desacordo relativamente ao castigo e pede a suspensão cautelar do mesmo enquanto não seja analisado o recurso.

Na nota, os ‘rojiblancos’ defendem ainda que agiram sempre dentro da legalidade em todos os casos de contratações de menores de 18 anos.

A 14 de janeiro, a FIFA proibiu o Real Madrid e o Atlético de Madrid de inscreverem novos jogadores durante um ano, por violação das regras relativas à contratação de menores de 18 anos.

“Os dois clubes foram considerados culpados da violação de várias normas relativas à transferência internacional e inscrição de jogadores estrangeiros menores, bem como de outras disposições relevantes relacionadas com a inscrição e participação de jogadores em algumas competições”, indicou a FIFA, em comunicado.

O Atlético de Madrid foi multado em 900.000 francos suíços (820.000 euros), enquanto o Real Madrid terá de pagar uma

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.