O negócio Otamendi tem contornos que só agora estão a ser conhecidos. O salário do argentino vai ser suportado nas duas primeiras épocas pelo City, com o emblema britânico a pagar quatro dos seis milhões de salário líquido que o central aufere.

De acordo com o jornal 'O Jogo', Otamendi vai ganhar seis milhões de euros líquidos por ano nas duas primeiras épocas, o ordenado que auferia no City, com o Benfica a pagar dois milhões de euros. No terceiro ano, os encarnados pagam o ordenado por inteiro, cerca de quatro milhões de euros brutos, valor que se vai traduzir em três milhões de euros (2 milhões livres de impostos), isto tendo em conta a legislação do novo programa Regressar, que foi aprovado em 2019 no Orçamento de Estado.

Esta legislação permite aplicar uma isenção que pode chegar a 59% no IRS a cidadãos que tenham deixado por Portugal até 2015/16 e agora regressem. A referida fonte recorda que foi o que sucedeu com Pepe quando o central deixou o Besiktas para assinar pelo FC Porto, em janeiro do ano passado.

O encargo com os ordenados será assim menor no caso Otamendi do que com Rúben Dias.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.