O Benfica enviou à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários um comunicado a explicar ainda mais o negócio Raúl de Tomás.

Os 'encarnados' sublinham que o Espanyol de Barcelona assumirá os encargados com o Mecanismo de Solidariedade, no total de um milhão de euros, referentes a cinco por cento da venda: 20 milhões de euros.

Já as os encargos com os serviços de intermediação (comissões pagas no negócio) serão suportados pelo Benfica, no valor de um milhão de euros (cinco por cento do total dos 20 milhões de euros pagos pelo clube espanhol pelo avançado). No fundo, os dois clubes dividem os encargos com este negócio.

Eis o comunicado do Benfica à CMVM

"A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD (“Benfica SAD”) vem por este meio, nos termos e para o efeito do disposto no artigo 248.º-A do Código dos Valores Mobiliários e em aditamento ao comunicado de 9 de janeiro de 2020 a propósito do acordo com o RCD Espanyol de Barcelona para a transferência a título definitivo dos direitos do jogador Raúl de Tomás Gómez pelo montante de € 20.000.000 (vinte milhões de euros), informar que:

- o pagamento da percentagem de 5% referente ao Mecanismo de Solidariedade, correspondente a um valor de € 1.000.000 (um milhão de euros), será assumido pelo RCD Espanyol de Barcelona;

- os encargos a suportar pela Benfica SAD com os serviços de intermediação relativos a esta transferência ascendem a 5% do valor da mesma, ou seja, a um montante de € 1.000.000 (um milhão de euros).

Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD

Lisboa, 10 de janeiro de 2020".

O negócio Raúl de Tomás

O Benfica vendeu o avançado internacional espanhol Raúl de Tomás ao Espanyol, da Liga espanhola de futebol, por 20 milhões de euros.

"A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD informou a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) ter acordado com o RCD Espanyol de Barcelona os termos para transferência definitiva dos direitos de Raul de Tomás Gómez pelo montante de 20 milhões de euros", lê-se no comunicado.

Os 'encarnados' poderão ainda receber mais dois milhões de euros por objetivos, além de ficarem com 20% de uma mais-valia obtida numa futura transferência do espanhol.

Em 03 de julho de 2019, os ‘encarnados’ anunciaram a contratação do jogador espanhol, que pertencia aos quadros do Real Madrid, por 20 milhões de euros.

O avançado, que completou 25 anos em 17 de outubro, assinou, então, um contrato por cinco anos, até junho de 2024, ficando com uma cláusula de rescisão de 100 milhões de euros.

Em 2019/20, Raúl de Tomás cumpriu 17 jogos pelos ‘encarnados’, 12 como titular, conseguindo três golos, todos fora, um na Liga dos Campeões (1-3 com o Zenit), um na Taça de Portugal (2-1 com o Vizela) e um na Taça da Liga (2-2 com o Vitória de Setúbal).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.