O Boavista, que está a ser alvo de buscas nas instalações da SAD, afirmou hoje que está a colaborar com as autoridades e revelou que nenhum funcionário ligado ao clube teve buscas domiciliárias.

“O Boavista está a colaborar com as autoridades para que fique esclarecido o mais rapidamente possível. Só mais tarde poderemos abordar o tema com maior clareza. Podemos sim adiantar que ninguém dos quadros do Boavista foi alvo de buscas domiciliárias”, explicou o emblema ‘axadrezado’, numa nota enviada aos jornalistas.

As instalações SAD do Boavista estão a ser alvo de buscas no âmbito de um inquérito crime relacionado com fraude fiscal e branqueamento, disse à Lusa fonte da Procuradoria Geral da República.

O inquérito é dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) do Porto, estando envolvidos na operação meios da Polícia Judiciária e da Autoridade Tributária, acrescenta a PGR, em resposta enviada à agência Lusa.

As buscas estendem-se a uma empresa organizadora de eventos, segundo a edição ‘online’ do Jornal de Notícias, mas ainda não há arguidos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.