O treinador do Rio Ave pretende que os seus jogadores evitem «o deslumbramento» e mantenham «empenho máximo» na partida de domingo, em Vila do Conde, frente à Naval 1.º de Maio, da 27.ª jornada da Liga de futebol.

Apesar do expressivo triunfo da última jornada (6-1 no reduto do Paços de Ferreira), o técnico da formação da foz do Ave, que praticamente tem decididas as contas da manutenção, avisou que «o campeonato ainda não acabou».

«O que mais tenho alertado os jogadores é para que não se deslumbrem por terem ganho por seis golos ao Paços de Ferreira», partilhou Carlos Brito, acrescentando: «Não devemos dar como terminado o campeonato. Temos de continuar a fazer as coisas bem».

Assim, para a recepção de domingo à equipa da Figueira da Foz, o treinador do Rio Ave pretende apresentar uma equipa «concentrada, humildade e com vontade de conquistar mais pontos».

Carlos Brito partilhou, no entanto, que espera «uma Naval motivada, por ter ganho na jornada anterior frente ao Benfica».

O triunfo frente aos figueirenses entregará matematicamente a manutenção ao Rio Ave, mas, em Vila do Conde, o sonho do apuramento para as «competições europeias» não é escondido.

«Não sei o que isto vai dar. O nosso objectivo tem de ser conquistar o maior número de pontos possíveis e logo se vê. Mas é uma tarefa que não se advinha simples, bem pelo contrário. Temos jogos frente a equipas complicadas», lembrou Carlos Brito.

Para o embate com a Naval 1.º de Maio, estão confirmadas as ausências do médio Braga e do lateral esquerdo Tiago Pinto, por castigo, ao qual se junta o lesionado Bruno China.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.