“A nossa vitória aconteceu ainda no antigo estádio e foi um marco histórico, por ter sido a primeira em casa de um ‘grande’. Em teoria, seria impensável, mas a verdade é que estávamos num excelente momento e deixámos a Luz sob aplausos dos adeptos do Benfica”, disse à agência Lusa Pedro Correia.

O antigo guarda-redes pacense, que hoje empresta a sua experiência e conhecimentos na equipa técnica de Rui Vitória, foi titular nesse jogo, disputado a 18 de Março de 2001, e recorda-se do “muito trabalho” que teve, “em especial no segundo tempo, e muito por acção de Roger [antigo internacional brasileiro]”.

Já Carlos Carneiro, actual director desportivo do Paços de Ferreira, participou nos instantes finais desse encontro, entrando aos 89 minutos para o lugar de um “super Rafael”, e guarda igualmente boas recordações.

“Tínhamos uma excelente equipa nesse ano, com um super Rafael e um super Leonardo, e era um orgulho ser suplente de jogadores deste nível”, sublinhou o antigo avançado, acrescentando: “Agora não temos super jogadores, mas queremos uma super equipa e, trabalhando como um todo, como acontecia na altura, podemos voltar a ser felizes”.

Carlos Carneiro, que mais tarde, em representação do Gil Vicente, voltaria a vencer fora o Benfica, insiste no tema e precisa: “É perfeitamente possível [ganhar ao Benfica]. Estamos a um bom nível e já o demonstrámos quando vencemos o Sporting e empatámos com o Braga. Curiosamente, perdemos com o Setúbal no jogo em que estivemos melhor”.

A experiência dos dois antigos futebolistas recomenda “muita concentração”, lembrando, em uníssono, que “estes jogos decidem-se por pormenores”, mas Pedro Correia antevê “mais dificuldades” do que em 2000/2001.

‘A priori’, esta equipa é mais forte do que a que vencemos, e que não estava a fazer um bom campeonato. Este Benfica tem uma boa equipa e está numa fase boa. Ao titular, só posso recomendar tranquilidade e lembrar que os jogos têm 90 minutos e nunca se sabe o trabalho que se vai ter”, sublinhou o treinador de guarda-redes do Paços de Ferreira.

Benfica e Paços de Ferreira defrontaram-se em 13 ocasiões em Lisboa para a Liga, com um saldo claramente favorável aos actuais campeões nacionais, vencedores por 12 vezes, a última das quais em 2009/2010 (3-1), contra apenas um triunfo dos pacenses.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.