“Na verdade, eu não sou central, a minha posição de origem é trinco, foi aí que sempre joguei, mas também já fui utilizado várias vezes como central e se houver alguma necessidade vou procurar jogar da mesma forma como se estivesse na minha posição de origem”, afirmou hoje o jogador em conferência de imprensa de apresentação à comunicação social.

O atleta, ex-Nacional, admitiu ainda que o técnico, Manuel Machado, foi “decisivo” na sua ida para Guimarães e que isso lhe dá “tranquilidade” por voltar “a trabalhar com um treinador super competente e vitorioso por onde passou”.

Já Jorge Ribeiro, outro reforço que treinou quarta-feira pela primeira vez em Guimarães, admitiu que “esta é uma oportunidade para relançar a carreira” e disse-se “muito satisfeito por estar num grande clube como o Vitória”.

O jogador, de 28 anos, frisou ainda que não esteve parado e que treinava no Benfica, clube que emprestou o irmão de Maniche aos minhotos por uma época.

“Apenas não competi no campeonato, mas sinto-me bem. Claro que não é a mesma coisa do que estar em competição, mas com os treinos vou ficar em forma”, afiançou.

Jorge Ribeiro revelou ainda que Manuel Machado ainda não lhe disse nada sobre que posição vai assumir na equipa, mas colocou-se à disposição de jogar quer a defesa esquerdo como no meio campo:

“Sempre fui defesa esquerdo, mas a minha melhor época foi a meio campo e também me sinto bem aí”, lembrou.

Admitiu ainda que já tinha tido um convite do Vitória de Guimarães na temporada passada, mas essa possibilidade só agora se concretizou: “na altura, da parte do Benfica, não me ajudaram muito”, lamentou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.