Filme do Jogo

O FC Porto venceu ontem, em casa, o Feirense, por 2-0, mostrando-se implacável na hora de aproveitar os desaires alheios para assumir a liderança da I Liga, em igualdade com o Sporting de Braga, em jogo da oitava jornada.

No primeiro jogo esta época sem Herrera (só Felipe tem mais minutos disputados), o FC Porto chegou ao golo aos 22 minutos, por Felipe - a quebrar o jejum de sete meses num lance polémico -, e confirmou o merecido triunfo aos 80, por Marega, hoje sem o fulgor de outros jogos.

Os 'dragões' capitalizavam assim a perda de pontos de Benfica, surpreendentemente derrotado pelo Belenenses (2-0), e do Sporting de Braga, que empatou na visita ao Vitória de Guimarães (1-1), para chegar ao primeiro lugar.

Primeira parte marcada por dois golos anulados, um deles validado posteriormente

Como se esperava, o campeão nacional, hoje em 4-4-2, com Soares ao lado de Marega no ataque e Corona e Óliver a repetirem a titularidade, chamou a si a iniciativa, teve mais posse de bola, num jogo de paciência, na maior parte do tempo, procurando desarrumar a defesa menos batida do campeonato, até então com apenas três golos sofridos.

Sérgio Conceição: “Há muito campeonato pela frente"
Sérgio Conceição: “Há muito campeonato pela frente"
Ver artigo

O Feirense, que é também quem menos golos marca (quatro), foi sempre uma equipa coesa, equilibrada defensivamente, com os rápidos extremos muito próximos dos laterais, como forma de controlar o jogo exterior do Porto, e com Sturgeon, como primeiro apoio do avançado Edinho, a surgir alternadamente na direita e à esquerda para ajudar Tiago Silva e Kodjo (segunda presença no campeonato) a fechar o corredor central.

Com isto, os fogaceiros tentavam conter o maior caudal ofensivo dos 'dragões', mas o seu sucesso defensivo resistiu até aos 22 minutos, momento em que foram 'vergados' num livre ensaiado pelo FC Porto, com Corona a centrar para a cabeça do defesa brasileiro Felipe, aparentemente adiantado, à entrada da pequena área. O árbitro, após consulta ao vídeoárbitro, acabou por validar o lance, sob protestos dos visitantes.

Óliver Torres melhor em campo. Destaque também para Brahimi e Casillas

Óliver, melhor em campo, era o médio portista com mais liberdade e as suas movimentações permitiram ao Porto ganhar segundas bolas em zonas próximas da área de Caio, apesar de tudo um guarda-redes sem grande trabalho no primeiro tempo.

Óliver: "Treinador é que sabe quando sou necessário"
Óliver: "Treinador é que sabe quando sou necessário"
Ver artigo

Só nos últimos cinco minutos, com o Feirense a procurar subir metros no terreno e, com isso, a abrir espaços, os portistas ficaram mais perto de confirmar a sua superioridade, com Brahimi, aos 42 minutos, a acertar no 'ferro' da baliza de Caio, que, dois minutos depois, teve de se aplicar para negar o golo a Marega, 'esquecido' pela defesa.

Casillas, que só teve de mostrar serviço aos 30 minutos, detendo, em grande estilo, um remate de Edson Farias, continuou sem muito trabalho no segundo tempo, período no qual o Feirense procurou adiantar linhas e aproximar-se da baliza portista, mas só conseguiu já nos descontos, num lance protagonizado por João Silva em que o guarda-redes o internacional espanhol, por duas vezes, foi melhor no 'um para um'.

Apesar da menor intensidade do jogo no segundo tempo, o FC Porto acabou por ser mais perigoso e construir mais situações de golo, sobretudo a partir da entrada de Herrera, que devolveu a equipa ao 4-3-3.

Nuno Manta: "Não saio daqui satisfeito porque não levamos nenhum ponto"
Nuno Manta: "Não saio daqui satisfeito porque não levamos nenhum ponto"
Ver artigo

O médio mexicano faria mesmo a assistência para o segundo golo no jogo, aos 80 minutos, de Marega, com um passe para a entrada da área ao qual o maliano deu sequência, batendo na recarga Caio, já depois de Soares, aos 68, ter errado a baliza, após combinação com Brahimi.

Até ao final, Adrián López, lançado aos 86 minutos, ficou perto de se estrear a marcar na I Liga.

À oitava jornada, FC Porto está na liderança

Com este triunfo, o sexto em sete jogos no Dragão entre as duas equipas para o principal campeonato, o FC Porto assumiu a liderança do campeonato, com os mesmos 18 pontos do Sporting de Braga, mas uma melhor diferença de golos, enquanto o Feirense continua com nove, por agora a salvo dos lugares de despromoção.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.