O FC Porto entrou no jogo decidido a deixar os três pontos em casa mas o Rio Ave dificultou a vida aos tetracampeões nacionais.

Apesar da falta de inspiração dos Dragões na concretização das jogadas na frente do ataque, nos momentos iniciais, e das boas jogadas do Rio Ave foi o FC Porto que marcou primeiro. Aos 22 minutos, Hulk, depois de um excelente arranque que limpou toda a defesa do Rio Ave, marcou um golo com a marca de “incrível” no Dragão.

Mas a felicidade do FC Porto durou apenas dois minutos, quando o endiabrado João Tomás, depois de um cruzamento de Zé Gomes, estabelece a igualdade com um cabeceamento recheado de muita técnica. O avançado de 34 anos demonstra que quem sabe não esquece. É o sexto golo do português no campeonato.

Os golos trouxeram mais ânimo ao encontro do Estádio do Dragão, tornando-o mais ferveroso numa noite fria na cidade do Porto.

Já na segunda parte, aos 54 minutos, foi assinalada grande penalidade a favor do FC Porto, com Fucile a cair dentro da área na disputa de bola com Sidnei. Falcao foi o responsável de colocar os Dragões em vantagem mas o colombiano chutou a bola para a trave da baliza de Carlos.

Falcao voltaria a falhar, aos 60 minutos, num frente-a-frente com o guardião Carlos, depois de uma boa combinação de bola com o colega de equipa. Foi uma noite com nota negativa para o goleador portista.

O azar parecia jogar ao lado do FC Porto nas muitas ocasiões claras de golo mas o guardião Carlos estava inspirado e determinado a parar todas as bolas dos Dragões.

Aos 65 minutos Raul Meireles teve a oportunidade “de ouro” para marcar o segundo mas, mais uma vez, Carlos negou o golo ao médio internacional.

Ao longo da segunda parte só deu FC Porto e o Rio Ave limitou-se a defender. A muralha vila-condense parecia resultar contra os assaltos do ataque azul e branco.

Ao minuto 82, o Estádio do Dragão encheu-se de alegria. Na sequência de um canto, Falcao cabeceou e Varela só teve de encostar para o fundo das redes da baliza do Rio Ave, que viu a bola passar-lhe por baixo das pernas.

O FC Porto conquistou três pontos que permitem aproximar-se do Benfica nos lugares cimeiros da tabela classificativa da primeira Liga, beneficiando do empate de ontem frente ao Sporting no dérbi lisboeta que acabou sem golos.

O FC porto tem agora 23 pontos e o Benfica 26 e aguardam pelo resultado do líder Braga (25 pontos mas com um jogo a menos) que joga amanhã frente à União de Leiria.

O encontro entre Dragões e Águias está cada vez mais próximo, agendado para 20 de Dezembro no Estádio da Luz.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.