Uma família de emigrantes portugueses residente em França, na região de Lyon, cumpriu hoje uma promessa em Fátima, depois de assistir, no Estádio do Dragão, à vitória do FC Porto frente ao Benfica.

«Vim dar 50 euros que prometi [ao Santuário], se o FC Porto ganhasse», disse à agência Lusa António Ferreira, que viajou da região de Lyon para Portugal «de propósito» para vir ao futebol.

À entrada do recinto do Santuário de Fátima, acompanhado pelo neto - vestido a rigor com as cores do FC Porto - e outros familiares, o emigrante aludiu ao jogo "sem casos" e "bem ganho" pelos 'dragões', declaração que o levou a entrar em confronto verbal com um benfiquista que ia a passar e contestou a vitória dos 'dragões'.

«Porque é que não foi bem ganho, chefe? Falamos já, eu respondo já ao senhor», retorquiu.

Ao lado, o neto, Tibou Ferreira, afirmou, em francês, estar contente de ter ido ver o jogo com o avô e que veio a Portugal «só para ver o FC Porto ganhar».

Um outro adepto benfiquista acabou por se juntar à conversa, sublinhando, no entanto, não se ter deslocado a Fátima por causa do futebol.

«Não venho com esse intuito de pedir para o futebol. Não se pode misturar o futebol com a religião, com coisas católicas», afirmou Joaquim Azevedo.

Embora a conversa tenha versado sobre o jogo, com Joaquim Azevedo a argumentar que o FC Porto «foi feliz em marcar nos últimos minutos», o peregrino, residente em Oliveira de Azeméis, distrito de Aveiro, fez questão de frisar que se desloca anualmente, «há 39 anos» a pé a Fátima, «por questões pessoais».

A peregrinação de hoje e segunda-feira, que assinala o 96.º aniversário da primeira aparição de Nossa Senhora em Fátima, é presidida pelo arcebispo do Rio de Janeiro, Orani João Tempesta.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.