A eurodeputada Ana Gomes reagiu esta sexta-feira às notícias que davam conta que as autoridades francesas resgataram 26 terabites de documentos do português Rui Pinto, por recear que os mesmos sejam destruídos em Portugal.

"Ora bem! Ora tomem, os que queriam apoderar-se do acervo de #RuiPinto para o destruir...", escreveu a eurodeputada nas redes sociais.

Ana Gomes acrescentou ainda que "se aqueles que orquestraram a detenção de Rui Pinto por parte das autoridades portuguesas queriam ter em mãos os ficheiros dele para destruir provas, as autoridades judiciais francesas foram mais espertas. Bom trabalho."

Além de reunir a informação na posse do informático português, as autoridades francesas criaram um grupo de trabalho, formado por elementos de vários países, para investigar os possíveis crimes que possam ser relevados os documentos na posse de Rui Pinto.

Recorde-se que desde o início da investigação que a eurodeputada Ana Gomes foi muito crítica da atuação das autoridades portuguesas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.