“Ficou à vista de toda a gente que faltou eficácia. O Sporting foi mais eficaz que nós, que criámos um caudal ofensivo grande. No início, tínhamos o jogo controlado e sofremos um golo a frio. Depois, em dois minutos ficámos a perder por dois de diferença. Esta é uma equipa que trabalha muito e é honesta. Vai continuar a sê-lo. Um ponto era bem conquistado, o Portimonense assumiu o jogo na segunda parte e podia ter marcado nas oportunidades que criou. Temos de esperar que as coisas corram melhor na finalização e que não se cometam erros que saiam caro”, disse o técnico do Sporting, em declarações à estação de televisão Sport Tv.

“Achei que a equipa tinha entrado bem. Sofremos o golo contra a corrente do jogo. Empatámos e depois sofremos dois golos a cinco minutos do fim da primeira parte. Mas isso deve-se à juventude de alguns jogadores, que ficam ansiosos contra os grandes”, acrescentou Litos.

Em penúltimo lugar da tabela, Litos não sente o seu lugar em risco: “As pessoas elogiam o nosso trabalho. Se a equipa não corresse, seria o primeiro a deixar o meu cargo. A equipa joga e é aplaudida mesmo nas derrotas. Agora, quero mais para alcançar o objectivo”.

O Sporting venceu, este domingo, o Portimonense por 1-3, em jogo da 13ª jornada da I Liga, e ascendeu ao terceiro lugar da tabela classificativa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.