O Famalicão venceu esta noite o Gil Vicente, por 3-1, no Estádio Cidade de Barcelos, em jogo a contar para a 26ª jornada do campeonato nacional e conseguiu assim igualar o Sporting no 4º lugar da tabela com os mesmos 43 pontos - sendo que os 'leões' só entram em campo na sexta-feira frente ao Paços de Ferreira.

Fábio Martins e Diogo Gonçalves apontaram os golos que deram a vitória à equipa de João Pedro Sousa na segunda jornada depois da paragem do campeonato devido à pandemia de coronavírus. Hugo Vieira reduziu para o clube da casa e Vente fez o autogolo que fixou o resultado.

O Famalicão entrou mais forte e logo aos seis minutos um cruzamento de Diogo Gonçalves para Toni Martínez assustou os homens da casa, valeu o corte de Edwin Vente. Mas os famalicenses não tardaram a fazer mexer as redes gilistas. Aos 10 minutos de jogo, Toni Martínez caiu no duelo com Edwin Vente dentro da área e Hélder Malheiro assinalou o castigo máximo. Chamado à marca dos 11 metros, Fábio Martins inaugurou o marcador para o Famalicão.

Pouco depois foi a vez do Gil Vicente ameaçar a baliza adversária. Sandro Lima fez um chapéu a Vaná, mas Patrick William afastou em cima da linha. De qualquer forma, a jogada foi anulada devido a fora-de-jogo do avançado gilista.

Já aos 24 minutos, Fábio Martins esteve muito perto de marcar o segundo golo da partida. Na sequência de um passe atrasado de Rúben Lameiras para a entrada da área, Fábio Martins solto de marcação armou o remate e obrigou o guarda-redes do Gil Vicente a uma defesa muito apertada.

Aos 35 minutos, os gilistas perderam uma grande oportunidade para empatar o marcador. Depois de uma recuperação de bola de Alex Pinto, o defesa meteu a bola em Sandro Lima, que estava sozinho no segundo poste, mas o avançado falhou a recepção e a bola acabou por sair para fora.

Ao cair do pano, Diogo Gonçalves apontou o 'golaço' que aumentou a vantagem do Famalicão. Com um remate forte e colocado na sequência de um passe de Toni Martínez, Diogo Gonçalves não deu hipótese ao guarda-redes da casa e fez o segundo dos famalicenses.

Ao intervalo, Vítor Oliveira decidiu tirar Arthur Henrique e lançar Lino para 'refrescar' o lado esquerdo da equipa, que tinha sido o mais 'fragilizado' na primeira parte do encontro. Do outro lado, João Pedro Sousa não fez qualquer alteração em relação ao onze inicial.

A segunda parte começou de forma calma e sem grandes oportunidades para qualquer uma das equipas. Os ânimos voltaram a aquecer já depois dos quinze minutos da segunda parte.

Aos 56 minutos, Diogo Gonçalves cruzou, mas a defesa gilista tirou a bola para canto. Cinco minutos depois, os famalicenses voltaram a tentar a sua sorte com Toni Martínez a tentar desviar de cabeça, no entanto, apesar do perigo, a bola saiu novamente para fora.

Já aos 77 minutos, o Gil Vicente conseguiu reduzir a desvantagem. Depois de um cruzamento para a área de Henrique Gomes, Hugo Vieira antecipou-se a Patrick William e desviou de cabeça para o fundo da baliza de Vaná.

Aos 80 minutos de jogo decorreu um momento inédito no futebol português quando Vítor Oliveira fez a quarta e quinta substituições do jogo ao tirar Lourency e Alex Pinto para a entrada de Baraye e Naidji.

Aos 91 minutos, Vente marcou o autogolo que fixou o resultado em Barcelos. Na sequência de um cruzamento rasteiro de Diogo Gonçalves, Edwin Vente tentou o corte de carrinho, mas acabou por desviar a bola para dentro da própria baliza.

Com esta vitória, o Famalicão igualou o Sporting no quarto lugar com 43 pontos. Já o Gil Vicente mantém, para já, o 10º lugar com 30 pontos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.