Após a igualdade a um golo na deslocação ao terreno do Moreirense, em partida da 29.ª jornada da I Liga, o diretor de comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques, recorreu às redes sociais para arrasar a arbitragem do encontro.

J. Marques apontou o dedo a Hugo Miguel, árbitro do encontro, e António Nobre, que esteve no VAR, queixando-se de duas grandes penalidades por assinalar, uma sobre Francisco Conceição e outra sobre Luis Díaz.

"Hugo Miguel e, principalmente, António Nobre são os responsáveis por esta farsa travestida de futebol. Isto é uma vergonha e não o afirmar é ser cúmplice. Penálti sobre Francisco Conceição é claro. E o lance de Díaz é dentro da área. Assim se falseia a verdade impunemente", escreveu J. Marques no Twitter.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto