O FC Porto conseguiu o seu melhor resultado da época ao golear o Moreirense por 5-0, na 6.ª jornada da I Liga de futebol. Uma segunda parte demolidora dos comandados de Sérgio Conceição, coroados com quatro golos, deram cor e volume uma boa exibição dos Dragões, muito eficazes esta noite.

Taremi (2), Luis Diaz (2) e Pepê fizeram os golos do FC Porto. O Moreirense continua sem sair da casa do FC Porto com pontos: perdeu todos os jogos disputados no terreno dos azuis e brancos.

Veja as melhores imagens do jogo!

Taremi desbloqueou a revolução

Após o intenso 0-0 no Wanda Metropolitano frente ao Atlético Madrid para a Champions, Sérgio Conceição fez várias mexidas no onze, lançando João Mário, Marcano, Vitinha e Fábio Vieira a titulares, nos lugares de Corona (suplente), Pepe (lesionado), Sérgio Oliveira (suplente) e Toni Martinez (castigado).

Era uma equipa de toque de bola, com jogadores muito tecnicistas e excelentes nos espaços curtos. A ideia era ter paciência e criatividade para desmontar a defensiva do Moreirense. A verdade é que o FC Porto demorou muito a consegui-lo e só fez o primeiro de bola parada.

Antes, Diogo Costa deixou os corações dos mais de 14 mil no Dragão a bater mais forte, num atraso de Marcano em que escorregou (bateu contra o braço de Rafael Martins) e que quase acaba em golo do Moreirense.

Wendel e Vitinha assustaram depois mas ainda sem nenhum remate enquadrado por parte dos portistas.

Aos 32 minutos, Taremi foi 'rato' frente a Paulinho e 'sacou' uma grande penalidade. Uma bola rematada por Vitinha após ressaltos na área, foi ter com o iraniano, este meteu o pé para receber a bola e foi derrubado. Ele próprio encarregou-se de bater e enganou Pasinato, fazendo o 1-0. Podia ter feito o 2-0 aos 39 minutos mas o seu remate bateu num adversário.

Poder de fogo à boleia de Luis Diaz

No segundo tempo chegou o poder de fogo do Dragão, a marcar em … contra-ataque. Aos 51 minutos, num lance em que a equipa de Moreira de Cónegos recuava no terreno após canto ofensivo, Pasinato pontapeou mal a bola, esta foi ter com Fábio Silva que, no tempo certou, isolou Luis Diaz para o 2-0. Muita calma do colombiano, o homem do momento no FC Porto.

Aos 58 minutos, lance quase idêntico: condução de Fábio Vieira em contra-ataque, a deixar em Taremi que meteu no jovem médio. Fábio Vieira teve receio de rematar logo porque era o seu pé direito, mas levantou a cabeça e deixou em Luis Diz para o 3-0. O lance foi invalidado porque o colombiano estava adiantado por 19 centímetros.

Não foi aos 58, foi aos 65. Vitinha recuperou perto da área portista, serviu Taremi que deixou logo em Fábio Vieira. Condução com o pé esquerdo e passe na hora certa para Luis Diaz bater Pasinato mais uma vez. Dois golos de contra-ataque marcados pelo colombiano.

E ainda o Moreirense pensava como iria reagir e já o FC Porto marcava de novo. Após canto, a bola foi ter com Vitinha que disparou forte, Pasinato largou o esférico e Taremi fez o 4-0, aos 71 minutos. Reação rápida do iraniano a picar o esférico por cima do guardião, fazendo um grande golo.

A vantagem no marcador permitiu a Sérgio Conceição descansar Wendell, Luis Diaz, Uribe e Otávio e lançou Francisco Conceição, Evanilson, Pepê e Jesus Corona. Grujic também entrou.

O 5-0 é obra de Pepê, extremo brasileiro que se estreou a marcar com a camisola do FC Porto. Passe fantástico de Francisco Conceição para Fábio Vieira, que centrou para a pequena área onde o ex-Grêmio encostou para o fundo das redes, aos 78.

Até ao final, os Dragões tiveram mais alguns lances de perigo mas faltou definir melhor para chegar ao sexto golo.

Com esta goleada, o FC Porto passa a ter o melhor ataque da I Liga, com 14 golos marcados. No sentido oposto está o Moreirense com a pior defesa: 15 tentos encaixados.

Veja o resumo do FC Porto-Moreirense!

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.