O Benfica defronta o FC Porto este sábado, no Dragão, no jogo grande da 20.ª jornada da I Liga 2019/2020. Os campeões nacionais chegam ao Dragão na liderança com uma confortável vantagem de sete pontos, pelo que uma vitória deixará a equipa de Bruno Lage com uma mão no título. Ao FC Porto, só lhe resta vencer e reacender as esperanças no título, esperando que o Benfica escorregue em mais que uma ocasião até ao final da época.

Este clássico entre os dois principais emblemas do futebol português volta a ser decisivo, tal como tem acontecido nos últimos anos. Aproveitamos a bola e recordamos 11 jogos entre 'águias' e 'dragões' que assumiram o caráter decisivo nas contas do título de campeão. Esta análise estende-se a jogos tanto no Dragão como na Luz.

João Félix e Rafa silenciam o Dragão na caminhada para a reconquista

Na época 2018/2019 o Benfica voltou a ser campeão, graças ao trabalho de Bruno Lage. O técnico pegou na equipa à 16.ª jornada, numa vitória por 4-2 ao Rio Ave e fez uma campanha espetacular, onde apenas empatou por uma vez (2-2 em casa com o Belenenses SAD). O Benfica chegou a estar a sete pontos do FC Porto mas conseguiu aproveitar alguns deslizes dos azuis-e-brancos para chegar ao Dragão em posição de passar para a frente, à 24.ª jornada. E foi o que aconteceu. Numa exibição sólida e madura, os comandados de Bruno Lage deram a volta ao marcador, após o golo de Adrian López. João Félix empatou após erro da defensiva azul-e-branca, Rafa fez o golo da vitória aos 62. O Benfica jogou com menos desde os 77 minutos mas segurou a vitória e passou para a frente da Liga até a festa final. Lage tinha conseguido a reconquista.

Pontapé de Herrera para o título na Luz

O FC Porto chegou à Luz com menos um ponto que o Benfica, na 30.ª jornada da Liga 2017/2018. Os 'dragões' tinham desperdiçado uma vantagem de cinco pontos, depois de perderem com Belenenses SAD e Paços de Ferreira em duas deslocações seguidas. Num jogo muito emotivo e com poucas oportunidades, valeu o remate fulminante de Herrera aos 90 minutos, a bater Varela e a dar os três pontos aos comandados de Sérgio Conceição na Luz. O FC Porto passava para a frente da Liga até a vitória final, num ano em que terminou com mais sete pontos que o Benfica (88 contra 81). Conceição impedia assim o penta do Benfica e vencia o título na sua primeira época ao leme do Dragão.

Empate a Luz deixa Benfica na frente

Na segunda volta da época 2016/2017 o clássico ganhou ainda mais importância. O FC Porto foi à Luz a apenas um ponto do Benfica, líder, pelo que uma vitória atiraria a formação de Nuno Espírito Santo para a liderança da Liga, pela primeira vez. O Benfica ganhou vantagem no jogo numa grande penalidade convertida por Jonas aos sete minutos. No segundo tempo, Maxi Pereira ´traiu` a antiga equipa e empatou o encontro, deixando tudo na mesma na tabela. O FC Porto desperdiçava assim uma grande oportunidade de assumir a liderança da Liga.

Nulo na Luz, Jesus pegado com Lopetegui e Benfica lançado para o bicampeonato

Na 30.ª jornada da Liga 2014/2015 o Benfica recebeu o FC Porto com três pontos de vantagem. Na semana deste ´clássico`, os ´dragões` foram goleados por 6-1 pelo Bayern Munique na segunda-mão dos quartos-de-final da Champions, depois de terem vencido por 3-1 em casa. O Benfica de Jesus aguentou o 0-0 que lhe permitiu manter-se na liderança à frente do FC Porto de Lopetegui, com mais três pontos até festejar o bicampeonato. No final do jogo, os houve ´mosquitos por cordas`, com Jesus e Lopetegui quase a chegarem a vias de facto.

Kelvin e o minuto 92... com direito a lugar cativo no Museu

Num dos títulos mais disputados dos últimos anos, o Benfica teve tudo para ser campeão. A equipa ´encarnada`, liderada na altura por Jorge Jesus, comandou a maior parte da prova, mas viria a ´morrer na praia`. Tinha quatro pontos de vantagem, mas empatou com o Estoril na 28.ª ronda. O Dragão ganhava novo fôlego e, na receção ao Benfica na 29.ª jornada, sabia que uma vitória o deixaria com o título na mão. A vitória saiu do pé esquerdo do suplente Kelvin aos 92 minutos, num golo épico, depois dos tentos de Maxi (p.b.) e Lima. O FC Porto de Vítor Pereira viria a vencer o título, depois de bater o Paços de Ferreira de Paulo Fonseca na derradeira jornada. Kelvin tornava-se herói no FC Porto: foi o homem que ajoelhou Jesus no Dragão.

James nem dormiu: marcou e assistiu Maicon... para um golo que não devia contar

Na temporada 2011/2012 o Benfica recebeu o FC Porto na Luz na 20.ª jornada, em igualdade pontual com o rival do Norte. André Villas-Boas tinha partido no início da época, depois de um ano de glória na sua ´cadeira de sonho`: Supertaça, Liga, Taça de Portugal e Liga Europa. Vítor Pereira, o número 2 de AVB tomou as rédeas da equipa conquistou dois títulos. Este encontro foi decisivo com um golo de Maicon, de cabeça, marcado em posição irregular, após centro de James. O colombiano chegou a Portugal um dia antes do jogo depois de representar a sua seleção: saltou do banco para fazer um golo e uma assistência. Hulk fez o outro tento portista, Cardozo os dois do Benfica. O ´Dragão` tomava de assalto a liderança para nunca mais a largar.

Festejos molhados na Luz...sem luz, num ano de glória portista

A época 2010/2011 é uma das mais marcantes da história do FC Porto. Pinto da Costa resolveu sentar na ´cadeira de sonho` um portista ferrenho, jovem, mas ambicioso e muito inteligente. Com auxílio de Vítor Pereira, André Villas-Boas conduziu o FC Porto a uma época memorável, com a conquista da Supertaça (frente ao Benfica), Liga, Taça de Portugal e Liga Europa. Os ´dragões` chegaram a Luz com a possibilidade de festejar, antecipadamente, o título, logo à 25.ª jornada, e não desperdiçaram a hipótese. Saviola fez o 1-0 de penálti, Guarín empatou num ´frango` monumental de Roberto, Hulk deu a vitória, também de penálti. No final os ´dragões` fizeram a festa no relvado, com a luz apagada e com o sistema de rega ligado.

Benfica podia festejar título no Dragão, mas Jesus perdeu

A primeira época de Jesus no Benfica foi arrasadora. O técnico liderou as ´águias` ao título, praticando um futebol técnico, fluido, com muitos golos. O Benfica foi ao Dragão na 29.ª jornada da época 2009/2010 com hipótese de fazer a festa de campeão caso vencesse, mas o FC Porto tinha outros planos. Bruno Alves fez o 1-0, Luisão empatou; Fucile foi expulso aos 51, mas viria a ser FC Porto a marcar mais dois golos, pelos argentinos Farias e Belluschi, mesmo jogando com menos um. O Benfica adiaria a festa para a derradeira ronda, em casa.

Penálti fantasma dá empate ao Dragão... que embala para o título

Na época 2008/2009 o Benfica foi ao Dragão com hipótese de saltar para a liderança. A equipa ´encarnada`, orientada na altura por Quique Flores, tinha menos dois pontos que os ´dragões` de Jesualdo Ferreira, mas tudo ficou na mesma após a 17.ª ronda. Verificou-se um empate, com Yebda a dar vantagem ao Benfica e Lucho Gonzalez a fazer o golo dos portistas, numa grande penalidade muito contestada pelos ´encarnados`. Pedro Proença era o árbitro. O FC Porto de Jesualdo faria a festa do tricampeonato no final da época.

Trapattoni empata no Dragão e festeja no final da época

No pós-título europeu com Mourinho, o FC Porto tinha a missão de, ao menos, vencer a Liga Portuguesa. Mas uma época atípica, com três treinadores, deitou tudo a perder. Na 23.ª jornada o Benfica foi ao Dragão arrancar um empate que permitiu a equipa de Trapattoni manter-se na frente, em igualdade pontual com o FC Porto de Couceiro e o Sporting de Peseiro. Benni McCarthy fez o golo portista, Giovanni o do Benfica. As ´águias` fariam a festa do título no final, com mais três pontos que o FC Porto e mais quatro que o Sporting.

Empate do FC Porto na Luz com sabor a vitória

Corria a época de 1992/1993. O Benfica recebeu o FC Porto na 28.ª jornada com os mesmos pontos do rival, logo, com possibilidade de passar para a frente da Liga em caso de vitória. O jogo terminou 0-0 pelo que a equipa azul-e-branca, comandada na altura pelo malogrado Carlos Alberto Silva, manteve a liderança em igualdade pontual com o Benfica. Viria a sagrar-se campeão com mais dois pontos que os ´encarnados` orientados por Toni.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.