Noites fortes no Estádio do Dragão. O Benfica venceu, este sábado, o FC Porto por 2-1 no grande clássico da 24.ª jornada da I Liga. A equipa da casa até foi a primeira equipa a marcar, aos 19 minutos, mas os golos de João Félix (26’) e Rafa (52’) ditaram a reviravolta no marcador num bom jogo de futebol. Benfica passa para a liderança, agora com mais dois pontos face ao rival azul e branco, isto quando faltam dez jornadas para o fim.

Para o clássico desta noite, o treinador do FC Porto optou por deixar Éder Militão no banco, mantendo assim a sua aposta em Manafá. A dupla atacante foi constituída por Adrián López e Marega, enquanto Danilo e Soares ficaram de fora. Do lado do Benfica, Bruno Lage não surpreendeu, uma vez que Sérgio Conceição adivinhou até adivinhou a equipa inicial dos encarnados.

O FC Porto marcou primeiro no seu estádio, com quase 50 mil espetadores, com o espanhol Adrián López a abrir o ativo. Após um livre batido pelo avançado espanhol, a bola embateu na barreira e voltou a sobrar para o camisola 20, que à segunda atirou em arco e colocou a bola a entrar junto ao segundo poste. Jorge Sousa ainda recorreu ao VAR para validar a interferência de Pepe no lance, mas acabou por validar o tento.

Contudo, o Benfica demorou apenas sete minutos para fazer o empate. Gabriel deixou a bola para Seferovic, este cruzou rasteiro para a área, a bola passou por Pepe e chegou a João Félix, que atirou na cara de Casillas.

Já no segundo tempo, aos 52', o Benfica chegou à vantagem pela primeira vez no jogo. Grimaldo colocou a bola em Rafa, este combinou com Pizzi, que devolveu ao companheiro de equipa. O jogador encarnado aproveitou a passividade da defesa portista para encontrar espaço entre os centrais e atirar rasteiro para o 2-1.

Em desvantagem, Sérgio Conceição fez duas substituições seguidas, tirando Corona e Adrián e colocando Soares e Otávio. Mais à frente, substituiu Oliver por Danilo. Na equipa encarnada, Lage Gedson substituiu Pizzi e, em tempo de descontos, João Félix por Cervi.

Aos 77 minutos, Gabriel foi expulso por acumulação de cartões amarelos. A expulsão do jogador encarnado começou num lance entre ele e Otávio, gerando-se uma grande confusão entre os jogadores das duas equipas, que culminou com Jorge Sousa a exibir dois amarelos consecutivos a Gabriel e consequente vermelho. Na sequência do lance, Otávio viu também o amarelo.

O Benfica passa a somar 59 pontos, contra 57 do campeão nacional, cuja última derrota na I Liga tinha acontecido na Luz, perante os ‘encarnados’ (1-0), na sétima jornada. De então para cá, os ‘azuis e brancos’, acumularam 16 jogos sem perder.

O Sporting de Braga, terceiro classificado, com 49, e o Sporting, quarto, com 46, jogam no domingo, perante Rio Ave e Portimonense, respetivamente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.