Formado no Sporting e antigo jogador do FC Porto, Beto não perdeu o rasto ao campeonato do seu país. O guarda-redes fez uma avaliação dos três grandes e vê os "dragões" como a equipa mais forte do campeonato português.

"Acompanho tudo o que posso, especialmente os clubes pelos quais passei. O favorito continua a ser o FC Porto. O Sporting está a crescer e a aproximar-se de Porto e Benfica, que são os que vêm lutando nos últimos anos", começou por dizer em entrevista ao site da FIFA.

Visto pelos colossos europeus como um país que atrai jogadores de qualidade, Portugal é a porta da Europa para vários atletas provenientes do continente americano: "é como uma liga de teste... Muitos clubes fortes economicamente vão procurar lá... Portugal é um bom trampolim porque há três grandes clubes e uma liga competitiva. Ainda que não tenha a projeção das outras cinco grandes europeias, tem qualidade suficiente para ver se um jogador tem qualidade", acrescentou de seguida.

Depois de ter sido o herói da final da Liga Europa ao defender dois penáltis contra o Benfica, Beto teve direito a disputar a final da Supertaça Europeia diante do Real Madrid e, apesar da derrota por 2-0, o abraço entre o guardião e Cristiano Ronaldo no final do encontro foi uma das imagens da partida.

Questionado sobre a situação, o futebolista de 32 anos realçou a grande amizade que existe entre os dois: "Estamos em contato. Com o Ronaldo a relação vem de muitos anos. Conhecemo-nos quando ele chegou ao Sporting, onde eu jogava. Somos unidos por uma forte amizade, e desafiamo-nos muito durante uma partida. Nos 90 minutos somos rivais, mas a rivalidade é saudável. Ele quer que eu jogue bem. Eu quero que ele jogue bem. Eu exijo dele; ele exige de mim. É uma relação de respeito e admiração", disse o internacional luso.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.