O FC Porto venceu, este domingo, o Feirense por 2-0, em jogo da oitava jornada da I Liga, disputado no Estádio do Dragão. Numa partida com três golos anulados por fora de jogo, apenas um - apontado por Felipe (22’) - foi consultado pelo VAR e validado após longos minutos de espera por parte do árbitro Rui Oliveira. Marega aumentou a vantagem portista nos dez minutos finais. FC Porto e SC Braga terminam esta jornada a partilhar (pontualmente) a liderança do campeonato português.

Face ao último encontro do FC Porto, em Moscovo para a Liga dos Campeões, Sérgio Conceição fez apenas uma alteração. Herrera começou no banco de suplentes e Soares foi titular. O internacional mexicano entrou depois, aos 64', para o lugar de Corona.

Logo aos oito minutos de jogo, Danilo aproveitou um passe de Óliver e o espanhol atirou para o fundo das redes, mas o árbitro assinalou a posição irregular do jogador portista, anulando o golo.

O FC Porto foi dominando a partida, até que aos 22 minutos viu outro golo ser anulado. Num livre estudado, que resultou numa combinação entre Telles, Óliver e Corona, este cruzou para a área e o central portista Felipe atirou para o fundo das redes. Apesar de inicialmente ter sido assinalado o fora de jogo a Felipe, o árbitro validou o golo depois de ter ido ele mesmo visualizar as imagens, após longos minutos de indecisão.

No segundo tempo, o domínio portista não foi tão evidente, tento inclusive o Feirense conseguido colocar a bola dentro da baliza de Iker Casillas aos 60 minutos. Na conversão de um pontapé de canto, Sturgeon desviou para o fundo das redes de calcanhar, mas o lance foi invalidado por fora de jogo.

Aos 80 minutos, num lance entre Soares e Marega, o maliano rodou sobre si mesmo e rematou para defesa incompleta de Caio Secco, mas à segunda não falhou e fez o segundo para os azuis e brancos. Esta foi a primeira vez, esta temporada, que uma equipa marcou dois golos à equipa de Nuno Manta.

Destacar as excelentes exibições de Brahimi, Óliver Torres e Casillas na equipa do FC Porto.

Com 18 pontos, e três semanas após a derrota no 'clássico' da Luz (1-0), os Dragões chegam à liderança, tantos quantos o SC Braga, mas uma melhor diferença de golos, depois de os bracarenses terem empatado com o Vitória de Guimarães na sexta-feira (1-1), abrindo o caminho da liderança ao Benfica, que sofreu no sábado a primeira derrota no campeonato, perdendo por 2-0 na visita ao Belenenses.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.