Presente na Assembleia Geral do FC Porto desta quarta-feira, Fernando Madureira voltou a defender Pinto da Costa e a administração da SAD azul e branca.

Com um alvo definido, André Villas-Boas, o líder da claque Super Dragões começou por questionar uma afirmação do antigo técnico portista no seu discurso, no qual sugeriu a devolução dos prémios atribuídos aos administradores.

"Queria perguntar ao sócio e ex-treinador: se abdicassem [administradores] dos prémios não votaria contra estas contas? Eu pergunto ao doutor Fernando Gomes se sem esses prémios as contas passavam de negativas a positivas? Não se esqueçam de uma coisa, todos juntos é muito difícil combater os inimigos, divididos será pior", atirou, para acrescentar de seguida:

“Mais do que as contas, estou mais triste por não ter ganho o campeonato. Apesar de ter uma licenciatura e mestrado em desporto não vou falar das contas. Era impossível bater o brilhantismo do Fernando Gomes".

Madureira ainda lançou uma farpa ao mais que provável candidato às próximas eleições, recordando uma frase do treinador responsável pela conquista da última Liga Europa do FC Porto: "André Villas-Boas falou na situação [económica] desde 2011 e eu vou falar numa notícia do Jornal de Notícias, a 19 de fevereiro de 2019, em que diz que enquanto o presidente for vivo deve liderar esta instituição", concluiu o líder da claque portista.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.