Fernando Seara disse hoje à agência Lusa que tinha a “perfeita consciência” que a sua lista candidata à Liga Portuguesa de Futebol Profissional “era válida”.

O Conselho de Justiça (CJ) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) deliberou hoje que a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) terá de organizar novamente eleições, na sequência da anulação do ato que reelegeu Mário Figueiredo, a 11 de julho último.

O mesmo organismo considerou como admitida a candidatura de Fernando Seara, ex-presidente da Câmara Municipal de Sintra e atual vereador do Município de Lisboa.

Fernando Seara não quis fazer mais comentários sobre esta decisão, acrescentando apenas que só tomará uma posição mais concreta depois de ler o acórdão, recusando responder se vai novamente candidatar-se à presidência da LPFP.

O órgão federativo, que não analisou o recurso de Rui Alves, cuja candidatura também não foi aceite e está dependente dessa deliberação, considerou ainda que a lista apresentada por Mário Figueiredo detinha “vícios formais”, salvaguardando que poderia ser admitida caso os mesmos fossem “sanados”.

Mário Figueiredo, que preside à LPFP desde janeiro de 2012, foi reeleito para o organismo com votos de sete clubes, casos de Sporting, Paços de Ferreira e Boavista, da I Liga, Leixões, Farense, Santa Clara e Atlético, da II Liga.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.