A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) está de acordo com a opinião de Pauleta, que lamentou hoje os jogos à segunda-feira antes dos encontros da selecção, avançando que o calendário indica a jornada ao domingo.
“A FPF relembra que o calendário das competições nacionais foi aprovado em consenso entre a FPF e a Liga e que o calendário indica que a jornada é ao domingo”, afirmou à Agência Lusa fonte da FPF.
A FPF reagiu, assim, às críticas da Liga, que, à Lusa, rebateu as críticas de Pauleta, afirmando que a aprovação do calendário futebolístico em Portugal é uma “competência exclusiva da direcção da federação” e merece o aval do seleccionador.
“O calendário das competições nacionais é elaborado por proposta dos clubes profissionais, mas a aprovação uma competência exclusiva da direcção da federação, depois de passar pelo seu departamento técnico”, observou uma fonte da Liga à Lusa, rebatendo as críticas de Pauleta, em declarações reproduzidas pela TSF.
O melhor marcador da história de selecção portuguesa lamentou que os jogadores do FC Porto e do Sporting tenham pouco tempo de recuperação, depois de terem jogado para a Liga segunda-feira, quatro dias antes do encontro com a Dinamarca, sexta-feira, no Dragão.
“As alterações (a cada jornada) já não são da competência da FPF”, frisou à Lusa a fonte da FPF, lembrando que nos principais campeonatos, como Inglaterra, Itália, Espanha, França ou Alemanha, “não houve jogos à segunda-feira”.
A mesma fonte lembrou que nesses países também houve equipas que disputaram na quinta-feira anterior jogos da Liga Europa e depois actuaram domingo nos seus campeonatos, aludindo, por exemplo, aos casos dos internacionais lusos Tiago (Atlético de Madrid), Raul Meireles (Liverpool) ou Bruno Alves e Danny (Zenit St. Petersburgo).
“As selecções terem passado a jogar à sexta e à terça-feira foi uma decisão que veio ao encontro das legítimas aspirações dos clubes, mas, face a isto, devia haver o bom senso de não marcar jogos à segunda-feira”, prosseguiu, deixando claro não haver qualquer intenção de “afrontar os clubes nacionais”.
A terminar, a mesma fonte da FPF, mostrando-se concordante com as preocupações hoje expressas por Pauleta, adianta ainda que o presidente da FPF, Gilberto Madail, trouxe uma missiva do Comité Executivo da UEFA de que “é importante respeitar as selecções nacionais”.
A selecção portuguesa defronta sexta-feira a congénere da Dinamarca, no Estádio do Dragão, no Porto, e terça-feira a Islândia, em Reiquejavique, em jogos decisivos do grupo H de apuramento para Europeu de 2012.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.