O Desportivo das Aves operou uma 'revolução' no plantel para suplantar o 14.º lugar obtido na última edição da I Liga de futebol e riscar em definitivo o crónico rótulo de 'aflito' na fuga à despromoção.

À partida para o terceiro ano consecutivo na elite do futebol português, o emblema do concelho de Santo Tirso expõe como principal trunfo a continuidade de Augusto Inácio, que chegou a meio da última temporada para resgatar os avenses de uma campanha que parecia condenada ao fracasso e terminou com a manutenção alcançada na antepenúltima jornada.

“A permanência na última época custou-nos muito. Se ficarmos este ano na I Liga, como espero, na seguinte podemos e iremos pensar em outros patamares”, afiançou o técnico, de 64 anos, em 27 de julho, à margem da cerimónia de apresentação oficial do plantel.

Com um orçamento na casa dos cinco milhões de euros, o Desportivo das Aves teve um dos defesos mais movimentados entre os clubes primodivisionários, contando com as saídas dos principais jogadores da temporada passada: os emprestados Rodrigo Soares, Vítor Costa e Mama Baldé, mas também Vítor Gomes, Derley, Carlos Ponck e Luquinhas.

Do último figurino sobram 11 futebolistas, aos quais se acrescentam 17 reforços, a maioria proveniente do estrangeiro, com destaque para o extremo internacional egípcio Mahmoud Kahraba (ex-Zamalek) e o médio francês Enzo Zidane (ex-Lausana, Suíça), filho de Zinédine Zidane, antiga estrela do futebol mundial e atual treinador do Real Madrid.

O ataque, com sete aquisições, foi o setor mais reforçado, mas Augusto Inácio ainda aguarda por novidades na resolução de lacunas defensivas, até porque vários reforços mostram pouca experiência de I Liga enquanto outros devem evoluir na equipa sub-23, vencedora da Liga e Taça Revelação, da qual saíram quatro atletas que estão agora no plantel principal avense: Aflalo, Bruno Loureiro, Miguel Tavares e Ricardo Rodrigues.

Na pré-época, o Desportivo das Aves, que estagiou no Luso entre 10 e 20 de julho, somou quatro triunfos em dez encontros, ao vencer Tondela (2-1), Águeda (2-0), Anadia (5-0) e Nacional (2-1). Nos restantes empatou com a Académica (0-0) e perdeu diante de Desportivo de Chaves (2-1), Vitória de Guimarães (1-0), Famalicão (1-0), Feirense (1-0) e Lusitânia de Lourosa (1-0).

Pelo caminho, os avenses foram eliminados da fase de grupos da Taça da Liga, ao perderem com o Gil Vicente (3-2), e estreiam-se na I Liga no domingo, às 16:00, no Estádio do Bessa, frente ao Boavista.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.