O poder aéreo do médio espanhol foi visível nos triunfos sobre Vitória de Setúbal (8-1), Belenenses (4-0) e Naval (1-0), ao passo que o avançado portista abateu Paços Ferreira (1-1), Sporting (1-0) e Olhanense (3-0). Já o maritimista Baba marcou na derrota com a Naval (2-1) e fez um bis na vitória sobre a Académica (4-2).

Enquanto o médio benfiquista e o avançado insular, ambos com um total de três golos marcados na Liga, apenas facturaram de cabeça, o dianteiro azul-e-branco, actual terceiro melhor goleador da liga, apontou com a cabeça quase metade dos sete remates certeiros que possui.

No que às equipas diz respeito, é o Benfica que lidera o ranking de golos marcados com a cabeça na Liga de futebol, neste primeiro terço da competição, contabilizando 12 cabeceamentos para golo, seguindo-se o FC Porto, com seis, e o Marítimo, com cinco.

Além de Javi Garcia, contribuíram para a dúzia de cabeçadas certeiras dos encarnados Cardozo e David Luiz, ambos com duas, além de Luisão, Ramires, Weldon, Nuno Gomes e Saviola, todos com uma.

No segundo lugar do pódio das equipas que mais concretizam com a cabeça encontra-se o FC Porto, com seis golos (metade do rival lisboeta), juntando-se Bruno Alves, Rolando e Mariano González, os três com uma cabeçada certeira, ao já citado Falcao.

O Marítimo aparece no terceiro posto, com cinco golos facturados, número construído pelo jovem avançado senegalês e pelos tentos de Miguel Ângelo e do leixonense Hugo Morais, este na própria baliza.

No quarto lugar do ranking, com quatro cabeçadas, aparece o Sporting, onde se destacam as duas de Liedson, frente a Académica e Paços de Ferreira - únicos golos apontados pelo atacante leonino na Liga - além de uma de Daniel Carriço e um auto-golo de João Aurélio, do Nacional, na primeira jornada da competição.

O líder Sporting de Braga aparece na sétima posição, juntamente com outras seis equipas, com apenas dois cabeceamentos para golo, ambos apontados pelo avançado camaronês Meyong, nos triunfos sobre Académica (1-0) e Sporting (2-1).

Destaque ainda para Paços de Ferreira e Vitória de Setúbal, que ainda não facturaram qualquer golo com a cabeça nas 10 rondas já disputadas, verificando-se que, curiosamente, os sadinos possuem a quarta melhor média de alturas (1,82 metros) das 16 equipas que disputam a primeira Liga.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.