Na conferência de imprensa que se seguiu ao triunfo do Sporting na visita ao Belenenses SAD, Rúben Amorim foi questionado sobre o que achava da possibilidade que tem vindo a ser referida de Jorge Jesus, que chegou, em tempos, a orientar o agora treinador dos 'leões', vir a suceder a Bruno Lage caso este abandone o comando técnico do Benfica.

Amorim não se quis alongar, não se mostrando nada preocupado com o assunto. "É indiferente. Sou treinador do Sporting. Espero estar no Sporting para construir um Sporting forte. Desejoso de ter adeptos. Estamos a criar boa dinâmica e os jovens estão a acreditar. Mesmo com lesões, estamos a criar um ambiente que é importante e portanto o nosso foco é o Sporting. Não nos interessa muito os treinadores das outras equipas", disse.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.