O brasileiro Elias, que regressou ao Sporting no último defeso, revelou que Jorge Jesus tentou contar com os seus serviços quando treinava ainda o Benfica.

"Sempre tive como meta voltar para a Europa, e sabia que teria de acontecer até aos 32 anos, no máximo. O interesse de Jorge Jesus e do Sporting em que eu voltasse apanhou toda a gente de surpresa. Ele já queria contar comigo no Benfica", indicou Elias em entrevista ao Globoesporte.

O médio revelou ainda ter sido alvo de uma proposta financeiramente apelativa vinda da China quando ainda atuava no Corinthians.

"No início do ano tive uma proposta da China. Era incrível, acho que nunca mais a vou ver. A direção e a equipa técnica pediram para eu ficar, para que participasse na reestruturação do plantel, porque chegaram vários jogadores que não sabiam o que era o Corinthians. Resolvi ficar para ajudar as pessoas que acreditaram no meu trabalho. Só que sempre deixei claro que seria fundamental considerar uma proposta da Europa. Eu queria voltar à Europa. E apareceu. Conversei com todos, entenderam e respeitaram", recordou o jogador brasileiro.

Elias foi ainda convidado a estabelecer uma comparação entre Tite, atual selecionador do Brasil, e Jorge Jesus, treinador do Sporting.

"Tite é o maior treinador da América do Sul. O Jesus é o melhor de Portugal e um dos melhores do mundo. Procuro sempre aprender com os treinadores que tenho. Os dois têm uma forma parecida de trabalho, de falar a verdade. O Jesus cobra mais, o Tite é um pouco diferente, conversa bastante, mas cobra na hora que precisa de cobrar também. Considero que eles têm estilos perecidos, mas com uma forma de conversar um pouco diferente. São excelentes técnicos."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.