O Sporting de Braga venceu hoje por 1-0 o ‘clássico’ minhoto frente ao Vitória de Guimarães, em jogo da 25.ª jornada da Liga portuguesa de futebol, reforçando o terceiro lugar na prova e aproximando-se do duo da frente.

Um golo marcado pelo avançado Ricardo Horta, aos 34 minutos, foi suficiente para os ‘arsenalistas’ se imporem no Estádio Municipal de Braga, o que lhes permitiu aumentar para seis pontos a vantagem sobre o Sporting, quarto colocado, e diminuir para dois e quatro pontos, respetivamente, o atraso para o FC Porto e o líder Benfica, todos com menos um jogo realizado.

O Guimarães, que venceu apenas um dos últimos seis jogos fora de casa na prova, no estádio do lanterna-vermelha Feirense, manteve-se no sexto lugar do campeonato, desperdiçando a oportunidade de igualar na quinta posição o Moreirense, que foi derrotado horas antes no estádio do Marítimo, por 3-2.

No final do jogo, o treinador do Vitória SC, Luís Castro, foi questionado sobre o que tinha faltado à sua equipa para levar outro resultado para Guimarães.

"Foi um jogo intenso, que andou muito dividido na primeira parte. Na segunda tivemos uma boa entrada, tivemos 25 minutos fortes. Depois o Braga teve um período mais dominante enquanto nos ajustámos e equilibrámos, mas depois voltámos a tomar conta do jogo nos 10 minutos finais. Por isso é que, no geral, a posse andou mais para nós do que para o Sp. Braga. Mais faltas do Sp. Braga também, um jogo muito faltoso, o Sp. Braga parou muito cedo o que pretendíamos fazer e foi fazendo faltas em cima de faltas. Mas fundamentalmente bloqueámos o que queríamos do Sp. Braga, conseguimos suster, sair bem para o ataque, mas no último terço não fomos tão fortes, abusámos do cruzamento para a área", começou por dizer Luís Castro.

Questionado sobre as dificuldades do Vitória de Guimarães para vencer fora de portas, Luís Castro assumiu que a exibição da sua equipa em Braga não deixou ninguém convencido.

"Quando não conquistamos o que queremos, quando não chegamos aos três pontos, por muito boas que sejam as exibições, no mundo do futebol o que interessa são os resultados e tudo cai por terra quando esses não existem. Hoje não saímos satisfeitos com nada, embora nos tenhamos empenhado, mas isso é a nossa obrigação: atitude, determinação, empenho... Cumprimos, mas não cumprimos o objetivo principal, que era conquistar pontos, se possível os três. Encontrámos um adversário que teve a possibilidade de chegar ao golo e vamos ter de continuar o nosso caminho, que é jogar no próximo sábado com o Boavista", sentenciou o técnico do Vitória SC.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.