Contrariamente ao que estava previsto, Marcos Acuña voltou atrás e não vai rescindir contrato com o Sporting. Segundo adiantou o empresário do jogador ao site Maisfutebol, o extremo argentino considera que nesta altura "o mais correto" e o que o deixa "mais tranquilo" é não rescindir o vínculo que tem com os 'leões' até junho de 2021.

Marcos Acuña foi um dos principais visados pelos incidentes ocorridos em maio, quer nas altercações com adeptos sportinguistas no Funchal, após a derrota com o Marítimo, quer no ataque à Academia de Alcochete.

Recorde-se que Bruno de Carvalho confirmou hoje que já são nove os futebolistas que rescindiram contrato com o clube alegando justa causa, no dia em que foram noticiadas as saídas de Rúben Ribeiro, Battaglia e Rafael Leão.

Estas rescisões juntam-se às de Bas Dost, Gelson Martins, William Carvalho, Bruno Fernandes, Rui Patrício e Daniel Podence.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.