O treinador do Desportivo de Chaves, Moreno, assegurou hoje que a equipa está consciente da importância da receção ao Vizela, para a 12.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, e que acredita poder regressar às vitórias.

Com três derrotas nas últimas três jornadas, o Desportivo de Chaves regressa à competição com a “responsabilidade” e a “consciência” da importância do embate com o Vizela, na sexta-feira, uma vez que, em caso de vitória, a equipa pode sair da zona de despromoção onde se encontra.

“É um jogo importante que nos permite, em caso de vitória, fazer 10 pontos e subir alguns lugares na classificação. É nisto que estamos focados”, assegurou Moreno na conferência de antevisão à partida que inaugura a 12.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Apesar de reconhecer qualidades no Vizela, um adversário “com valia” e “com muita qualidade individual de alguns atletas”, o técnico dos transmontanos assegurou que a equipa está confiante e acredita no regresso aos triunfos.

“Nós acreditamos que amanhã [sexta-feira] vamos conseguir os três pontos. É um dia importante para nós, [com] um ambiente bom, e nós temos de responder dentro do campo”, frisou.

Para esta tarefa, Moreno não poderá contar com os ainda lesionados Habib Sylla e Pedro Pinho, enquanto o sul-africano Cafú Phete está em dúvida para a partida.

Quanto à paragem para os jogos das seleções e da Taça de Portugal, Moreno frisou que foi “longa” e disse acreditar que as equipas melhoram a competir, desvalorizando as vitórias conseguidas pelo Desportivo de Chaves nos dois últimos jogos particulares.

“Tenho a convicção que as equipas melhoram a competir, em jogos a valer. Fizemos os amigáveis que fizemos, os sinais do grupo de trabalho foram bons, mas três semanas de paragem, nesta altura do campeonato, não me parece que tenha sido o melhor, tanto para nós, como para as equipas que estiveram paradas”, justificou.

Ainda assim, o técnico revelou que durante o interregno foi possível “testar coisas diferentes” e que os atletas alcançaram “índices físicos melhores do que aqueles em que estavam há três, quatro semanas”.

Numa antevisão aos restantes quatro jogos até ao final do ano civil, Moreno admitiu serem “importantes” para a equipa dar a volta à má fase que atravessa, mas garantiu que a equipa está "só" focada na receção ao Vizela.

“O nosso caminho é focar-nos no jogo de amanhã [sexta-feira], é só isto que conseguimos controlar. Os outros serão importantes, mas na altura certa iremos falar sobre eles. Agora, se pensarmos que faltam [quatro] jogos, que vem o mercado de inverno, não é o caminho. O nosso foco é só o jogo de amanhã [sexta-feira], fazer as coisas com a qualidade que precisamos e que acreditamos que temos para ganhar o jogo”, concluiu.

O Desportivo de Chaves, 17.º classificado, com sete pontos, recebe o Vizela, 14.º, com 10, na sexta-feira, às 20:30, no Estádio Municipal Engenheiro Manuel Branco Teixeira, em encontro que inaugura a 12.ª jornada da I Liga portuguesa, arbitrado por Luís Godinho, da Associação de Futebol de Évora.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.