Em conferência de imprensa, Mozer assume a necessidade de somar pontos, mas sabe que o Benfica irá criar muitas dificuldades.

«Temos de somar o maior número de pontos possível para podermos atingir aquilo porque temos vindo a lutar a permanência», afirmou Mozer, salientando que «não vai ser fácil», porque reconhece no Benfica «uma grande equipa bem recheada de valores».

O antigo defesa central ‘encarnado’ diz que cabe à Naval «fazer tudo para superar as dificuldades que o Benfica vai impor», contando que a sua equipa se apresente «com motivação muito elevada, níveis de concentração altos e sobretudo muito organizada e disposta a bater-se pela vitória».

«Somar um ponto aos que já temos pode não ser um mau resultado, mas reafirmo que o nosso objectivo são os três pontos é com esse pensamento que vamos entrar em campo», garantiu.

Mozer completa hoje três meses sobre o dia em que pela primeira vez comandou a Naval (Guimarães, vitória por 2-1) assumindo que mantém «as mesmas perspectivas do primeiro dia, a manutenção».

Naval, 15.º (20 pontos) e Benfica, segundo (55 pontos) defrontam-se no próximo domingo pelas 20h15 no Estádio Municipal José Bento Pessoa, na Figueira da Foz, partida que será dirigida pelo setubalense, Bruno Paixão

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.