No rescaldo da derrota frente ao Paços de Ferreira, Paulo Sérgio assumiu que a equipa não esteve bem e que há muita coisa a corrigir.

“Não fizemos um jogo brilhante, mas fizemos o suficiente para sairmos daqui com um resultado diferente. No entanto, há que assumir que não rendemos o que podíamos ter rendido”, vincou, assumindo responsabilidade pessoal no desaire:

“O responsável pela derrota sou eu e agora temos de correr mais e trabalhar. Tivemos falta de e isso treina-se.”

O técnico leonino disse que o Paços de Ferreira jogou no "erro do adversário": "Uma estratégia normal e que surgiu efeito devido à nossa ineficácia. Na segunda parte perdemos o controlo do jogo e é importante manter-nos sóbrios durante todo o jogo".

Paulo Sérgio mostrou-se despreocupado quanto ao ambiente que pode ter de vir a enfrentar em Alvalade e voltou a colocar ênfase no trabalho que a equipa tem de desenvolver.

“Eu não temo nada na vida. Temos é de fazer mais e mais. Trabalhar muito e melhorar o que está menos bem. A equipa conseguiu ser equilibrada, mas teve falta de criatividade e acutilância.”

O Paços de Ferreira venceu, este sábado, o Sporting, no Estádio da Mata Real, por 1-0, em jogo da primeira jornada da I Liga.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.