Em entrevista ao jornal 'O Jogo', Pinto da Costa abordou a chegada de Jorge Jesus ao Benfica, considerando que foi algo que serviu para tirar o mediatismo ao título do FC Porto o que, nas palavras do presidente do FC Porto, é habitual.

"Em termos mediáticos, quando o FC Porto ganha, se não fosse o Jorge Jesus, arranjavam outro pretexto. (...) Arranjam sempre notícias, porque não há "Rennies" suficientes nas farmácias para tratar todos os que ficaram com azia. Mas há uma coisa que ninguém nos tira, que é o título", afirmou.

Sobre Jorge Jesus, do qual é amigo pessoal, Pinto da Costa considera que os dois sempre conseguiram manter a amizade à parte das rivalidades.

"Já era amigo do Jorge Jesus antes de ele sonhar sequer ir para o Benfica, continuei a ser quando ele estava lá e no Sporting. (...) Ele quer ganhar no clube onde estiver e eu quero que ele ganhe, mas não ao FC Porto. Quando está num Benfica ou num Sporting, é evidente, se dissesse que queria que ele ganhasse ele próprio não acreditava. (...) Ele também é meu amigo e quer que o FC Porto perca. Não misturo isso e sempre conseguimos pôr isso de lado e manter uma amizade para além das rivalidades que possam existir. E existem muitas vezes nos clubes onde ele está a trabalhar"

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.