O treinador do Marítimo, Pedro Martins defendeu hoje o futebolista Fidelis, que segundo adiantou, tem sido «acusado de facilitar a vida ao FC Porto», no jogo da 28.ª jornada da Liga, que os "dragões" venceram por 2-0.

Antes de dar início à conferência de imprensa de antevisão ao jogo de sábado, com o Olhanense, Pedro Martins, que se fez acompanhar pelo avançado brasileiro, rejeitou as críticas feitas ao jogador, visado no lance que deu origem à primeira de duas grandes penalidades que resultaram no triunfo portista nos Barreiros.

«Em primeiro lugar quero dar aos parabéns ao FC Porto, que provou no campo que o título foi justo, mas não admito que coloquem em causa a dignidade dos jogadores do Marítimo e que digam que o Fidelis foi o responsável pela derrota», frisou Pedro Martins.

Prosseguindo na defesa ao jogador, considerou que o lance da grande penalidade «é perfeitamente normal».

«Ponho as mãos no fogo em como o lance foi casual. Ultimamente temos sido bombardeados com muitas críticas, mas se outros não fizeram o seu trabalho que o fizessem, mas não venham agora dizer que o Marítimo é responsável pelo sucesso do FC Porto», afirmou.

Quanto a Fidelis, deixou no ar a possibilidade de avançar com uma ação judicial contra quem lhe atribuiu responsabilidades no lance da grande penalidade.

«Reconheço que foi um lance mau, mas casual. A forma que tenho para ultrapassar, é trabalhar e continuar a ser o homem que sou. A ação judicial é uma possibilidade, mas não sei se vale a pena», explicou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.