Francisco Benitez e Rui Costa protagonizaram o primeiro e único debate antes das eleições para os órgãos sociais do Benfica. Os dois candidatos estiveram na BTV onde falaram das suas ideias e apresentaram propostas para melhorar o Benfica nos próximos anos. Os candidatos tiveram dois minutos para responder a cada pergunta.

As imagens do debate entre Rui Costa e Francisco Benitez

Processos judicias envolvendo o Benfica

Rui Costa: "Entrámos no debate a falar do passado. É inevitável que assim seja. Há processos em curso e ninguém pode fugir deles. Esteja eu ou o Sr. Benitez, temos de lidar com eles. Para já, o Benfica não foi acusado de nada. O Sr. Luís Filipe Vieira saiu por questões pessoais e não questões do Benfica. Disse que contava com Domingos Soares de Oliveira. Até à presunção de inocência, todos têm a oportunidade de se defender. Esteja quem estiver, vai ter de assumir a responsabilidade de lidar estes processos. Quero que daqui para a frente acabem os processos. […] Até o Benfica ser acusado não me vou manifestar. Há processos em curso.".

Francisco Benitez: "Este debate é um momento histórico Estamos aqui porque o ex-presidente foi preso. Caso isso não tivesse acontecido não estávamos aqui. E foram crimes graves para o Benfica. Vieira diz que não assinou sozinho, que há mais gente, portanto estes casos podem voltar a acontecer. Domingos Soares de Oliveira e Miguel Moreira estão implicados também. Ao contrário de Vieira e Gonçalves que abandonaram e muito bem, outros estão na lista de Rui Costa e isso assusta-me. Vamos fazer um limite de mandatos, um portal de transparência [com as transferências descriminadas]. O Benfica é dos sócios e eles têm de saber quanto custam estes negócios. Precisamos do Benfica para viver mas não para comer."

Auditoria às contas do Benfica

Francisco Benitez: "É interessante o candidato da Lista A dizer que já começou a auditoria e não ter informado os sócios. Mais uma vez, nas costas dos sócios a fazer as coisas. Queremos uma auditoria forense não à SAD mas a todo o grupo: SAD, SGPS, etc. Os atos de gestão feitos e perceber se há ilegalidade, crime, para poder explicar o que se passou nestas últimas duas décadas. Acho estranho que nunca tenha feito isto, estando cá há 13 anos. Rui Costa como jogador tinha enorme visão mas como gestor deixou de ver tudo. Acha que está tudo igual e nós queremos essa auditoria como compromisso de a empresa ser reconhecida no mercado."

Rui Costa: "O Benfica já está a fazer uma auditoria forense. Anualmente, o Benfica é auditado, todas as empresas são auditadas manualmente. Estou disponível para fazer todas as auditorias necessárias. Quero que os adeptos tenham a plena consciência do que está a ser feito internamente. Que as pessoas venham assistir aos seus jogos orgulhosos do clube quer dentro quer fora do campo. O facto de um ex-presidente ter arrastado o clube para as páginas… não pode acontecer. Essa publicidade tem de terminar o mais cedo possível. Não estou a dizer que não fez ou não a auditoria. Apenas que deveria ter informado os sócios que iria fazê-la. E a seguir apresentá-la. Assim dá a sensação de que os resultados se não forem bons não diz nada. […] A auditoria externa é para ser feita e não para esconder aos sócios ou às entidades que no final tenham de ver a auditoria forense que fizemos. Espero que ela esteja feita no final de outubro. Relativamente aos 13 anos que aqui estou, o Benfica não foi acusado de nada. Os processos em curso não têm a ver com o Benfica mas com Luís Filipe Vieira. A minha visão de jogo dentro de campo não é diferente do que fora do campo, mas não posso saber de coisas que não tenham implicação direta com o dia-a-dia do Benfica. De que processos estamos a falar? Onde está o processo de Luís Filipe Vieira implicado com o Benfica? Até agora, não está acusado de nada. Esperemos que por ele e sobretudo pelo Benfica não haja acusações. Mas a havê-las será fora no âmbito do Benfica."

Modelos de liderança na SAD

Rui Costa: "Vejo que há muita gente a perceber de futebol na Lista B, mas futebol é muito restrito […] Não ouvi falar de diretor geral, não sei se conhecem a diferença, haja alguém que depois gira isso tudo… Esta administração devolveu ao Benfica a potência desportiva e financeira que é hoje, é referência mundial em termos de gestão. Há uma estratégia. Se não houvesse, não tínhamos ganho cinco ligas nacionais em oito anos. Mas há coisas a melhorar. Estarei eu na SAD como responsável pelo futebol, temos coisas bem delineadas. […] Dos 13 anos [de que fala Benitez], estive 11 com a equipa principal e ganhámos seis títulos. Não vou dizer que têm a minha responsabilidade, mas também têm o meu dedo. Não sei quantas décadas tem de recuar para ter esses campeonatos na mesma década. Gostava de saber quem são as suas pessoas que vão estar na SAD na sua lista. Já sabemos que são benfiquistas, não sabemos quem são. Está a pedir às pessoas para lhe passarem um cheque em branco. Eu nunca disse que ia gerir o futebol sozinho. Sempre trabalhei em grupo, terei uma equipa que me vai auxiliar naquilo que serão os destinos do Benfica. Não farei nada sozinho. O clube não é meu, a empresa não é minha. Estou a escolher as pessoas que me possam auxiliar em cada área."

Francisco Benitez: "Queremos alterar substancialmente a SAD. Temos cinco administradores em que só o candidato da Lista A percebe de futebol. E a SAD vive de futebol, vamos colocar mais dois a três administradores que dominem o negócio do futebol. Pessoas competentes e benfiquistas. Não vou tolerar na SAD e órgãos sociais pessoas que não sejam benfiquistas. Depois vamos criar plano estratégico sobre onde queremos estar dentro de oito anos. Esse plano terá um team manager, diretor desportivo, scouting e de futebol de formação. Comigo, os administradores só vão receber prémios quando houver resultados desportivos e financeiros. […] Já cá tivemos um senhor que não percebia nada de futebol. Eu aposto em equipas, não aposto em pessoas. Desde que começou o seu mandato, perdeu metade dos campeonatos, em 13 anos perdeu 7. É preferível apostar em equipas, ter várias equipas a contribuir para um plano estratégico e não saber o que vai fazer. Quando vou anunciar? No dia 10."

Associativismo e Cartão do Adepto

Francisco Benitez: "Temos várias propostas, é preciso aumentar o número de sócios. Desde logo, que cada sócio que traga outro tenha um desconto de um euro mensal por um ano. Ao fim de vários sócios, praticamente não pagaria a quota. Sobre o Cartão de Adepto, ouço a lista A falar disso e demonstra passividade. Quem está a ser prejudicado com o Cartão é o Benfica. Deveríamos ser muito mais interventivos e desde logo falar com a Liga, FPF e ver o que podem fazer para levar o Governo a revogar um diploma institucional. Se eles não quiserem, o Benfica deve avançar e colocar o Estado em tribunal. Não há nada palpável, nenhuma medida. Benfica devia liderar esta luta contra o cartão de adepto."

Rui Costa: "Estamos há dois meses a combater este Cartão do Adepto. Temos tido sucessivas reuniões com os nossos sócios que têm Red Pass nessa zona, com APCVD, amanhã deve ficar carimbado a redução de 50 por cento das áreas que estão fechadas para os detentores do Cartão de Adepto […] Temos 4 mil e poucos lugares fechados nesse maldito cartão do adepto. Temos de arranjar essa solução. Vamos esperar pelo jogo com o Bayern e no dia 21 serão lançados os Red Pass. É isto que estamos a fazer para defender os sócios. Esse Cartão do Adepto é aberração, fiz muito sobre isso. O trabalho está a ser feito e bem feito dentro de lei do Estado, que não podemos alterar. Já chegou à Assembleia da República a proposta, A APCVD vai reduzir a 50% essas áreas. O Benfica teve um papel preponderante nisto."

Gestão das Casas do Benfica

Rui Costa: "São o braço armado, as embaixadas. Tive oportunidade de passar por muitas delas e percebi a dinâmica delas. Às vezes parece que o Benfica só existe em Lisboa, têm papel fundamental. Como sabemos, têm tido momentos de dificuldade, como qualquer empresa tem tido, é preciso alimentar para elas crescerem, para angariarem mais adeptos. Queremos remodelar as casas, para serem 2.0, já com dinâmica diferente. Têm de fazer parte da vida do clube, temos de estar perto delas, é ponto assente."

Francisco Benitez: "Não gosto de chamar as Casas de braço armado mas sim de braço amado, pois é onde se pratica benfiquismo. Ainda bem que o Rui andou por lá, Isso é bom sinal, ao que parece andou muito tempo sem lá ir. Mas sobre o que diz sobre as casas, elas estão a passar enormes dificuldades. Há casos de donos que se comprometeram com o seu património para fazerem remodelações. Benfica olha para as casas como fonte de receita e não como fonte de benfiquismo. Por isso, temos ideias: os sócios que as frequentam não são sócios do clube mas sim das casas. Cada sócio novo que as casas tragam para o Benfica ficarão a receber 25 por cento dessa quotização vitaliciamente. As casas têm de ser ajudadas financeiramente, pois estão a passar problemas graves".

Política de transferências do Benfica

Francisco Benitez: "Andamos a navegar à vista. Um dia o responsável de scouting tem importância, noutro não, noutro é o treinador. O Benfica tem de deixar de ser um entreposto, tem de comprar jogadores para ganhar e não para vender. Muitos dos que entram nem jogam um minuto na equipa principal. O objetivo deste Benfica é comprar e vender. Queremos acabar com isso, com a intermediação, e isso não significa acabar com os agentes. São intermediários que nada trazem ao negócio. O Benfica tem pessoas que podem fazer esse trabalho. É uma forma de baixar custos. Qual a mais-valia que o Sr. Bruno Macedo deu? E acabou no Processo Cartão Vermelho? […] Se soubermos o perfil dos jogadores, não ficamos com o problema de os jogadores não servirem para o treinador que possa vir a seguir. Isso é navegar à vista. Nos últimos onze anos, foram 156 jogadores. São 527 milhões, que podiam ter sido aplicados como deve ser."

Rui Costa: "Visão é o que o Benfica fez neste mercado. Contratou sete jogadores, que estão a ser e vão ser influentes. Tentamos que as aquisições sejam oportunas, foi o que procuramos com a contratação dos dois médios, que era o mais premente para o nosso treinador. Fomos à busca dos jogadores que nos faltavam para completar o plantel para colocar a equipa no patamar em que está hoje. O scouting conta sempre, é ele que faz estas análises para depois escolher. O scouting analisa, não contrata. Quem contrata é a estrutura em conjunto com o treinador. Tem de se saber o que é o scouting. Tem tido um papel preponderante, com um contributo enorme. No passado era a questão dos 100 milhões, mas comprámos jogadores internacionais das variadíssimas seleções, avaliados pelo scouting. Antes de falar de futebol é preciso perceber as dinâmicas. Não posso contratar um jogador de quem goste muito mas que não sirva ao treinador. Não posso contratar jogadores que o treinador quer mas não sirvam os interesses do clube. Há uma simbiose para que as contratações sejam efetivas. Queremos plantéis curtos com as transferências necessárias para fazer face aos interesses do clube. […] 527 milhões para a rua? Diga-me em quantos jogadores perdemos valor. Há aquisições que foram falhadas, mas faz parte. Há adaptações que não são bem feitas. Outros tremem com a camisola do Benfica. Há um ano, o Morato era um jogador fora da caixa e agora estamos todos satisfeitos."

Formação do Benfica

Rui Costa: "Bem haja que alguma coisa foi bem feita. O Seixal não tem apenas a ver com a formação, mas é a casa da equipa principal também. Tem sido feito um trabalho de excelência, com jogadores espalhados pelo mundo inteiro e em quase todos os clubes na Liga. É evidente que há uma porta de entrada para a equipa principal, mas ela tem de ser aberta também pelos jogadores. Temos muitos campeões nacionais saídos da formação. As transferências não têm apenas a ver com o dinheiro que entra, tem a ver com as decisões dos próprios jogadores. Isto tem muito a ver com própria projeção da Liga […] Segurar os jovens? Eu lido com eles todos os dias. Não é só aos jogadores da formação do Benfica, o panorama em Portugal é que nós, todos, não conseguimos dar aos jogadores financeiramente e o estatuto que as Big-5 dão. Independentemente da nossa prestação europeia. O que o jogador pretende é dar o salto. Nós temos de impedir esse processo o maior tempo possível. Isto envolve jogadores, os seus empresários. Falo com conhecimento de causa".

Francisco Benitez: "Há um legado de Luís Filipe Vieira que temos de reconhecer. Esta formação do Seixal permite-nos formar talentos, mas estamos a formar para vender, tal como compramos para vender. Temos de formar para ganhar. Ao fim de seis meses, temos logo um frenesim para vender um jogador que se destaca. Está aqui um exemplo, a formação é um caminho de mística e é isso que queremos. Transmitir e recuperar a mística da formação. Os jovens jogadores querem ir para melhores ligas e é aí que o Benfica tem de trabalhar. Se acabar com intermediários e comprar menos, pode aumentar receitas e pagar mais a esses jovens. Se estivermos constantemente nos oitavos e quartos das provas europeias, eles já não querem sair."

Modalidades

Francisco Benitez: "Temos falhado em levar os adeptos ao pavilhão, remos de aproximar os adeptos das modalidades, que têm tido algumas vezes pavilhões vazios. Havia antes uma coordenação de jogos e apelava-se aos adeptos para irem aos pavilhões, hoje não há vontade de levar os adeptos. Quer ao nível do futebol, quer na BTV. Utilizar todos os canais para levar mais gente aos pavilhões. Orçamento ser repartido por modalidade, o que permite perceber quanto é que cada uma custa e tem de receita. Isso permite o plano estratégico para as modalidades. Queremos definir um diretor geral para as modalidades e team manager para cada modalidade. Na parte do feminino de pavilhão está bastante bem, aí há que dar os parabéns, no masculino não. […] Temos o nosso vizinho da Segunda Circular com metade das receitas e quase o dobro dos títulos. Pode haver algum despesismo ou má alocação do dinheiro. Vamos arranjar um patrocinador para as cinco modalidades de pavilhão, isso dá uma certa segurança de investimento ao patrocinador, mesmo que não ganhe numa das modalidades."

Rui Costa: "Tudo que seja manto sagrado num campo ou numa quadra, para mim vale o mesmo. O que dizemos para o futebol vale para as modalidades. O voleibol tem sido a modalidade mais vencedora, mas iniciamos um projeto em que somos o único clube em Portugal em que temos dez equipas a competir, cinco no masculino e no feminino, nas modalidades de pavilhão. Isso custou-nos algum tempo a dar continuidade a esse projeto. Há duas ou três equipas que têm de se igualar [aos rivais], foi feito um ataque no mercado para haver um encosto aos rivais. Vai haver um acréscimo de qualidade e orçamento para darmos qualidade às equipas. No feminino, temos obtido resultados fantásticos. É um projeto para crescer cada vez mais. Vamos querer ganhar nas 10 equipas das modalidades. […] A assistência nos pavilhões é curta. Temos de criar mais sinergias para os pavilhões estarem cheios. Não basta falar ao altifalante. Também sou do tempo do sábado à Benfica. Havia o futebol e as modalidades. É preciso encontrar meios para dar mais vida ao Estádio da Luz mesmo quando não há jogos, dar mais conhecimento aos adeptos. No futebol todos sabem mas nos pavilhões a informação tem de ser mais dinâmica. Queremos envolver os sócios de forma a terem o mesmo gosto pelas modalidades ao que têm pelo futebol."

Polémica com empresa FootLab de Rui Costa

Francisco Benitez: "Vou ao site e aparece o FootLab como parceiros. Como é possível? O que diz os estatutos do Benfica é que não pode ter relação nenhuma e diz que tem relação. Disse que vão os escolinhas"

Rui Costa: "A FootLab é parceira do Benfica? A única vez que alguma coisa do Benfica entrou no FootLab foram os campos de férias do Benfica. Está a confundir com uma escola de Linda-a-Velha que paga ao Benfica para lá ir treinar. O FootLab não tem nada a ver rigorosamente com o Benfica. Não andei a rejeitar tudo o que andei a rejeitar para servir o Benfica. Se quiser ponho aqui contratos de administrador com prémios de campeão que nunca recebi por opção própria. Não ia agora sujar as minhas mãos ou enganar o meu clube com comissõezinhas ou aluger de campo de 60 euros… Nunca me servi do Benfica para nada se não pelo meu amor. É ponto assente. Os benfiquistas que me acompanharam sabem perfeitamente disso. […] Não estrago a minha relação com o clube por maneira nenhuma, muito menos por uma parceria que poderia render 200 ou 300 euros. Já prescindi de muito dinheiro para servir o Benfica."

Futebol feminino

Rui Costa: "No futebol feminino, contabilizamos dois anos completos e um que se inicia agora, excetuando o ano da COVID-19, só há a elogiar o trabalho desenvolvido. Subimos da segunda divisão, fomos campeões na primeira divisão, entramos na Champions, criámos categorias das sub-9 às sub-13, temos equipa B. É um projeto fantástico, com um desenvolvimento tremendo. Temos de criar infraestruturas para albergar as equipas femininas ou com alargamento do Benfica Campus ou com construção de uma cidade desportiva. É um projeto em mente para o bem do clube face ao crescimento nas modalidades e futebol feminino a criação de um pólo desportivo para as equipas não jogarem noutros campos e alargamento do Benfica Campus para que as equipas femininas possam fazer parte do Seixal até estarem estáveis e passarem para a SAD."

Francisco Benitez: "É preciso elogiar o trabalho, que tem sido muito bem feito. Pena termos sido dos últimos grandes a chegar, mas temos tido grandes resultados. Fico contente por admitir que o futebol feminino possa ir para o Seixal. Deve juntar-se ao futebol masculino e entrar no conceito da SAD. O Centro de Alto Rendimento tem de ser realidade nos próximos anos, estou de acordo. Andamos com a casa às costas, o que é mau. Mas não faz sentido colocar lá o futebol feminino, é duplicar estruturas do futebol. O futebol feminino conquistou direito a estar no Seixal. Ampliações do Seixal devem ser feitas, alargar para poder ter o futebol feminino lá faz sentido. Ambição europeia da equipa? Quando entra o Benfica tem de estar no topo, foi grande o resultado com o Bayern. E já deviam estar a jogar na Luz. Dizem que ainda atrai pouca gente mas se nunca as trouxermos… para as motivar, deviam jogar em jogos grandes na Luz e os outros no Seixal."

As eleições para os órgãos sociais do Benfica para o quadriénio 2021-2025 realizam-se no sábado, com Rui Costa e Francisco Benítez a disputarem a sucessão a Luís Filipe Vieira, que ocupou o cargo de presidente durante quase 18 anos, entre novembro de 2003 e julho deste ano.

Rui Costa, que vinha desempenhando o cargo de vice-presidente, assumiu a presidência do Benfica em julho, na sequência da demissão de Luís Filipe Vieira, que foi constituído arguido no âmbito da investigação ‘cartão vermelho’, por suspeita de vários crimes económico-financeiros.

Já Francisco Benítez, principal rosto do movimento ‘Servir o Benfica’, foi o primeiro a anunciar a candidatura à presidência dos ‘encarnados’, depois de nas eleições anteriores ter desistido para apoiar João Noronha Lopes, que acabou por ser derrotado por Vieira.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.