Estrelinha foi, sem dúvida, uma das palavras mais  caminhada do Sporting rumo ao título em 2020/21. Foi comum ver a equipa de Rúben Amorim marcar golos nos minutos finais, na maioria dos casos com selo de vitória.

Contas feitas, os 'leões' amealharam um total de 29 pontos no campeonato com golos marcados na reta final, o que se traduz em nove vitórias e dois empates. Se tivermos em consideração apenas os golos marcados nos descontos, são nove os pontos resgatados pela equipa 'leonina'.

Em sentido inverso, o Sporting consentiu um empate ao Moreirense na 25.ª jornada aos 90 minutos - Walterson Silva fez o 1-1 final - e ao Famalicão na 9.ª jornada aos 89 minutos (2-2). Nesse último jogo, recorde-se, ainda viria depois a introduzir a bola na baliza minhota, mas o golo foi anulado por falta de Coates.

Toda a análise no Especial Sporting Campeão 2020/2021

Opinião: Afinal, do que é feita a estrelinha do leão?
Opinião: Afinal, do que é feita a estrelinha do leão?
Ver artigo

A 'estrelinha' do leão começou a brilhar no clássico com o FC Porto, da 4.ª jornada da I Liga, em que o Sporting conseguiu evitar a derrota com um golo de Vietto na reta final. Nuno Santos abriu o marcador para os 'leões' logo aos quatro minutos, mas o conjunto azul e branco deu a volta com golos de Uribe e Corona. Aos 88 minutos, contudo, Luciano Vietto (lançado na segunda parte) assinou o 2-2 final, na recarga a um primeiro remate de Sporar, após cruzamento de Pedro Gonçalves na direita.

Veja o golo de Luciano Vietto

Na ronda seguinte, o Sporting esteve muito perto de empatar na visita ao Santa Clara, com os 'leões' a chegarem à vantagem por Pedro Gonçalves (20') e Thiago Santana a restabelecer a igualdade perto do intervalo. Aos 81 minutos, Pedro Gonçalves aproveitou a saída precipitada de Marco para fazer o 2-1 final, deixando Rúben Amorim a respirar de alívio.

Recorde o golo de Pedro Gonçalves ao minuto 81 

A primeira grande reviravolta do Sporting aconteceu na receção ao Gil Vicente, no duelo da 1.ª jornada que teve de ser adiado devido à COVID-19, em que os 'leões' viraram o resultado em apenas três minutos. Lucas Mineiro marcou para os gilistas aos 52' mas, aos 81', Sporar fez o empate que inspirou a 'cambalhota' no marcador, assinada por Tiago Tomás, aos 84' - dois jogadores que tinham saído do banco leonino. Pedro Gonçalves, aos 90+6, fez o 3-1 final.

Veja o resumo da partida

Depois do empate em Famalicão (2-2), o Sporting recebeu e venceu o Farense, em Alvalade, graças a um penálti convertido por Sporar nos descontos (1-0). Na sequência de um livre, Defendi saiu da baliza para sacudir a bola e acertou em Feddal. André Narciso assinalou grande penalidade e mostrou o segundo cartão amarelo ao guarda-redes, que foi expulso. Chamado a bater o castigo máximo, Sporar não falhou, dando o triunfo aos leões aos 90+1.

Veja o golo de Sporar

Seguiu-se o dérbi com o Benfica em Alvalade, na 16.ª jornada. Quando tudo parecia encaminhar-se para o nulo, eis que Matheus Nunes, de cabeça, assinou o golo da vitória dos 'leões' (1-0) ao minuto 90+2. Após um cruzamento de Pedro Porro da direita, Vlachodimos defendeu para a zona central onde estava o médio brasileiro que, sozinho, atirou para o fundo da baliza e resolveu o encontro.

Este triunfo tangencial permitiu ao Sporting continuar na liderança e cavar uma diferença de nove pontos para as 'águias', que perderam ainda mais terreno para os rivais.

Veja o golo de Matheus Nunes

Coates, o salvador

Tal como na primeira volta, o Sporting teve de suar muito para derrotar o Gil Vicente, desta feita em Barcelos, na 18.ª jornada. Fujimoto tinha colocado os gilistas em vantagem aos 36 minutos de jogo, sendo que o líder só conseguiu chegar à igualdade aos 83', através de Coates. O central uruguaio acabou por salvar o Sporting ao cair do pano, com um golo aos 90+2 minutos no qual o guarda-redes Denis ficou mal na fotografia.

Veja o resumo da partida

O capitão do Sporting voltaria a revelar-se decisivo na receção ao Santa Clara, da 22.ª ronda. Os líderes da prova marcaram na primeira parte, por Pedro Gonçalves, mas deixaram-se empatar já nos dez minutos finais (marcou Rui Costa aos 84'). Depois de um jogo pouco convincente no plano ofensivo, poucos esperavam a reação leonina. Só que na frente estava Coates: a bola tensa de João Mário encontrou o uruguaio na pequena área contrária, que cabeceou para o fundo das redes.

Este triunfo significava também um novo recorde do clube: 22 jogos sem perder num arranque do campeonato.

Veja o resumo do encontro

Na ronda seguinte foi Tiago Tomás a desbloquear um jogo complicado frente ao Tondela com um golo aos 81 minutos. Nuno Mendes fez um ótimo cruzamento, Enzo Martínez aliviou mal e depois a bola sobrou para o jovem avançado, que estava completamente sozinho e rematou de primeira, sem hipóteses para Trigueira. Depois de duas derrotas seguidas no Estádio João Cardoso para a I Liga, o Sporting conseguia finalmente vencer.

Veja o resumo da partida

Na receção ao Belenenses SAD (28.ª jornada), o Sporting nunca esteve tão perto de somar a primeira derrota na I Liga, mas acabou por conseguir chegar ao empate no último lance da partida. Cassierra marcou os dois golos dos 'azuis', aos 13 e 54, aproveitando a eficácia e os erros do adversário, com João Mário a desperdiçar um penálti para os 'leões' aos 42.

Foi já perto do final que o Sporting conseguiu chegar ao empate, com um golo de Coates, aos 83', e outro de Jovane Cabral, aos 90+6', de grande penalidade.

Veja o resumo

A deslocação a Braga era vista, por muitos, como um jogo decisivo para as contas finais do campeonato e, mais uma vez, a vitória voltou a sorrir ao Sporting na reta final. O encontro ficou marcado pela expulsão precoce de Gonçalo Inácio, aos 18 minutos, e foi dominado pelos bracarenses que, ainda assim, não encontraram o caminho para o golo.

Num lance de bola parada, Matheus Nunes (81') fugiu à marcação e rematou para o fundo das redes, dando uma vantagem inesperada à formação de Alvalade, que segurou o triunfo até ao apito final.

O golo de Matheus Nunes

Frente ao 'lanterna-vermelha', o Sporting voltou a sofrer para vencer em casa, mas acabou por encontrar a solução no banco. Jovane, que entrou aos 61 minutos do jogo frente ao Nacional, começou por assistir Feddal para o primeiro golo da noite, mas mais tarde acabaria por conquistar um penálti que o próprio converteu para o 2-0 final.

O triunfo permitiu ao Sporting recolocar-se com seis pontos de vantagem na liderança sobre o FC Porto, uma jornada antes do clássico na Luz.

Veja o resumo

O que diz Rúben Amorim da estrelinha do leão

Mas a crença do Sporting até ao fim não tem sido patente apenas na I Liga. Fora do campeonato, o grande destaque vai para a reviravolta lograda frente ao FC Porto na meia-final da Taça da Liga. Um bis do suplente Jovane Cabral, aos 86 e 94 minutos, depois de Marega adiantar os 'azuis e brancos', aos 79, selou o triunfo dos 'leões', que acabariam mesmo por vencer a competição.

Questionado sobre os golos tardios da equipa, Rúben Amorim recusou tratar-se de uma espécie de 'Fergie time' - alusão aos golos marcados pelo Manchester United de Alex Ferguson nos últimos minutos e uma expressão que ficou célebre na conquista da Champions frente ao Bayern Munique com dois golos nos descontos.

Rúben Amorim: "A estrelinha procura-se no dia a dia"
Rúben Amorim: "A estrelinha procura-se no dia a dia"
Ver artigo

"O mérito é dos jogadores, eles acreditam até ao ultimo momento. São muito irreverentes, se dependesse da equipa técnica marcávamos logo no primeiro minuto para despachar. O mérito é deles, que acreditam em momentos difíceis", afirmou o treinador do Sporting, a propósito do 'bis' de Jovane na Taça da Liga.

"São muitos jogos [a ganhar] para se falar só em estrelinha. A mim, não faz confusão nenhuma que digam isso. Quanto mais andarem distraídos com isso, melhor para nós”, rematou o técnico.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.