Moreno é mais um jogador do V. Guimarães a contestar a arbitragem de João Capela frente ao Boavista. O defesa/médio disse que não foi só o plantel minhoto a ficar revoltado com o que se viu no Bessa mas também todos os que gostam de futebol.

"Não é só o balneário que está revoltado, é quem gosta de futebol. Quem gostar de futebol e quem for isento revolta-se com o que se passou no Bessa, porque aquilo não é normal e chega a roçar o ridículo. O nosso presidente já disse o que tinha a dizer, compete-nos dar a resposta em campo", disse o jogador, à margem de uma visita de uma delegação do clube ao Colégio do Ave, em Guimarães.

Na derrota dos minhotos frente aos axadrezados por 3-1, o árbitro João Capela expulsou três jogadores do Vitória de Guimarães (Bernard, Nii Plange e Sami) e ainda validou o terceiro golo do Boavista, golo esse que não devia contar já que Zé Manuel dominou com o braço antes de bater Douglas

Além de Rui Vitória, o presidente do Guimarães também contestou a atuação de Capela. Moreno quer esquecer o jogo do Bessa e concentrar apenas no futuro.

"O que aconteceu no sábado deixa-nos um pouco com medo do que possa vir a acontecer, por isso, precisamos mais do que nunca do apoio da cidade de Guimarães. Tem havido detalhes em que, se calhar, não temos estado tão concentrados e pormenores que têm feito a diferença. Somos o mesmo grupo e a qualidade está lá. Hoje, mais do que nunca, precisamos dos nossos adeptos, precisamos da cidade de Guimarães atrás de nós", atirou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.